é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 05 de outubro de 2017 às 12h53

Apresentado, Carpegiani se mostra confiante em sucesso no Bahia

Treinador falou sobre seu acerto com o Tricolor

Victor de Freitas

2017-10-05-15-38_capacarpegianiapresentado
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

Finalmente, o Bahia tem um novo treinador. Experiente e com passagens por vários clubes, Paulo César Carpegiani chega ao Esquadrão em um momento difícil da temporada. Apresentado oficialmente nesta tarde de quinta-feira (05), o treinador falou pela primeira vez com a imprensa.

Na sala de imprensa do Fazendão, Carpegiani afirmou não ter tido dúvidas para aceitar o convite feito pelo clube e garante confiança em obter sucesso em sua passagem pelo Esquadrão de Aço.

"Quando o Bahia entrou em contato comigo, não tive dúvida. É um grande desafio, mas não tenho receio algum. Tenho muita confiança daquilo que vi na televisão. Eles têm que provar para mim que pensei errado, que tenho convicção de que eles não vão me decepcionar. Apesar de que você ver uma coisa, trabalhar é outra. Mas o que eu vi me dá seriedade para trabalhar no Bahia", comentou o técnico.

Carpegiani também evita estabelecer alguma meta para o restante do campeonato. Para o treinador, o importante é pensar em um jogo de cada vez.

"Não quero pensar meta nenhuma. Quero jogar com eles, colocar o time dentro de uma posição em que possa se impor jogo após jogo. Não quero falar nenhuma outra coisa. O que eu quero é jogo após jogo. E a partir daí nós vamos estar revendo essa situação. Tem muita gente igual na tabela. Temos vários jogos importantes, e vamos pensar jogo após jogo. Pode me perguntar tudo sobre o Palmeiras, vou responder, depois outro jogo", destacou.

Com a chegada do treinador, ao menos uma situação já sabe-se que será alterada. Os treinos passarão a ser abertos para a imprensa com mais frequência, diferentemente do que desejava os últimos técnicos que passaram pelo clube.

"Exercitar. Eu tenho essa ideia, sei o que poderá estar faltando para corrigir. Uma das coisas fundamentais no futebol é compactação. Mas é fácil falar. No mundo todo, poucos clubes têm, é um estágio difícil de ser atendido. Não vou trancar treino de vocês. Um ou outro vou fazer fechado. Não vou dizer time, vocês vão ver. Vão ver minha maneira de trabalhar. Vão ver como eu vou tentar acertar um pouco, corrigir algumas coisinhas que estão faltando", explicou.

E Preto vai ficar?

"Preto entrou em contato comigo. É muito familiar, conheço seu pai. O Preto, a minha esposa foi busca-lo na concentração do Vasco da Gama. O Preto pode ter a permanência aqui, uma segunda chance. E na mesma posição o (Maurício) Copertino. Gosto dos profissionais. Para estar no clube, ele tem que ter capacidade. Não sou eu que vou tirá-lo. Gostaria que ele estivesse presente".

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.