é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Baiano

Publicada em 03 de maio de 2017 às 23h41

Bahia empata na Fonte e vai precisar vencer para ser campeão

Após empate, Esquadrão segue em desvantagem na final estadual

Victor de Freitas

2017-05-03-23-50_caparegisbavi1
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

O Bahia segue em desvantagem nas finais do Campeonato Baiano. Na noite desta quarta-feira, na Fonte Nova, o Tricolor saiu na frente, mas cedeu o empate para o Vitória: 1 a 1.

Com o empate na Fonte Nova, o Esquadrão vai precisar vencer o rival no Barradão para ser campeão. Em caso de um empate por qualquer placar, o Vitória ficará com o título.

O JOGO

Empolgado pelo triunfo do último domingo, o Bahia entrou em campo com a mesma escalação e com uma postura ofensiva na primeira etapa, que quase resultou em gol logo no segundo minuto de jogo, em chute de Zé Rafael que acertou a trave após jogada individual.

Os 45 minutos iniciais do jogo foram semelhantes ao do Ba-Vi anterior, com o Esquadrão tendo maior posse de bola (55%) e conseguindo entrar na defesa adversária com frequência. Pelo lado do rival, a única chance de gol surgiu em um lance atípico em cobrança de escanteio defendida por Jean.

Com maior domínio territorial, o Bahia também buscava fazer uma marcação forte no setor ofensivo, dificultando a saída de bola rubro-negra, como em lances aos 13 e 18 minutos, quando o ataque tricolor atrapalhou o início de jogo do rival e quase marcou gol.

Presente no campo adversário, o Esquadrão chegou a levar perigo ao Vitória com finalizações de Edigar Junio e Régis. Porém, ambos falhar em acertar a meta.

GOL DE TIAGO

Mas o gol tricolor sairia ainda antes do intervalo. Aos 33 minutos, Régis levantou bola na área em cobrança de falta e o zagueiro Tiago cabeceou para abrir o placar para o Esquadrão de Aço.

SEGUNDO TEMPO

Já no segundo tempo, o Esquadrão repetiu o que aconteceu na primeira etapa, levando perigo ao gol adversário logo nos primeiros minutos. Desta vez, foi Renê Júnior quem incomodou o arqueiro Fernando Miguel, em um chute de longa distância.

Por outro lado, o Vitória encontrou espaços no campo para atacar e passou a levar perigo à meta tricolor. Aos 23 minutos, Eduardo precisou salvar o que seria um gol rubro-negro. No lance seguinte, a bola explodiu no travessão de Jean após cabeçada.

Neste momento do jogo, as substituições feitas por Guto Ferreira já não haviam feito o efeito esperado. Gustavo no lugar de Régis pouco levou perigo à defesa tricolor, enquanto Zé Rafael saiu do campo para a entrada de Juninho, o que diminuiu a velocidade no ataque.

QUE AZAR.. GOL DO RIVAL

Aos 32 minutos, a pressão adversária surtiu efeito. Em finalização do lateral-direito Patric, a bola foi bem defendida por Jean, mas contou com o azar de a bola bater em Armero e voltar para as redes. Foi o empate do rival.

Na reta final da partida, o Bahia buscou impor uma pressão pelo gol do triunfo, mas não conseguiu balançar mais as redes. Com isso, vai precisar vencer de qualquer forma no Barradão para ficar com o título.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.