é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Baiano

Publicada em 07 de maio de 2017 às 18h00

Bahia empata sem gols no Barradão e perde título baiano

Esquadrão não conseguiu vencer o rival fora de casa

Victor de Freitas

2017-05-07-17-46_capabavi7
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

O Bahia perdeu a chance de conquistar o 47º título estadual de sua história. O Esquadrão Foi em desvantagem para o Barradão, precisando vencer o rival a todo custo para se sagrar campeão, mas não conseguiu.

Com o empate em 0x0, o Tricolor apenas viu o adversário rubro-negro levantar a taça de campeão baiano de 2017.

O JOGO

Precisando do triunfo a todo custo para sair do campo do adversário como campeão baiano de 2017, o Bahia iniciou a partida com uma postura ofensiva e buscando incomodar o goleiro rival desde os primeiros minutos.

A primeira chance perigosa da partida aconteceu justamente para o Esquadrão. Edigar Junio recebeu passe na entrada da grande área, driblou facilmente o zagueiro Alan Costa e finalizou para fora. Régis colocou o goleiro Fernando Miguel para trabalhar aos 14 minutos, em chute de fora da área.

Pelo lado do Vitória, o goleiro Jean precisou intervir em chutes de longa distância e em cobrança de escanteio perigosa aos 23 minutos. Mas a jogada mais perigosa aconteceu após falha de Tiago, aos 29 minutos, em que David saiu na frente de Jean e chutou para fora.

Assim como nas outras partidas, o Esquadrão teve a bola em seus pés por mais tempo no primeiro tempo (58). Com Régis sendo o maestro no meio-campo, Allione buscava o jogo pelas pontas e Edigar Junio não guardava posição dentro da área. O atacante também tentava sair da área e sofreu algumas faltas, mas tinha dificuldade para encontrar espaços para finalizar a gol.

Já no segundo tempo, o Tricolor voltou a campo com a mesma postura que havia iniciado a primeira etapa. Jogando no campo doa dversário e tentando abrir o placar logo. Aos oito minutos, Zé Rafael chutou forte de fora da área. A bola desviou na defesa e passou perto da trave rubro-negra.

Com maior posse de bola na segunda etapa, o Tricolor tentava a todo custo invadir a defesa rubro-negra, mas dificuldades para armar jogadas de gol. Aos 21 minutos, Tiago aproveitou bola levantada na área e cabeceou sozinho, mas errou o alvo.

Guto Ferreira buscou novas alternativas para tentar marcar o gol do título. Gustavo e Diego Rosa entraram nas vagas de Allione e Zé Rafael, mas as tentativas não surtiram efeito.

Na reta final, já com o desespero aflorado nos jogadores, as jogadas passaram a ser criadas apenas em lances de bolas longas. Nada feito. O rival ficou com o título.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.