ecbahia.com

é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Baiano

Publicada em 27 de janeiro de 2018 às 19h55

Bahia volta a criar pouco e empata sem gols com o Fluminense

Mesmo com um a mais durante os 45 minutos finais, Tricolor pouco incomodou o goleiro adversário

Victor de Freitas

2018-01-27-19-40_capabahiaxfludefeira
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

O Bahia voltou a decepcionar em 2018. Pela terceira rodada do Campeonato Baiano, o Tricolor empatou em 0 a 0 com o Fluminense de Feira, no estádio de Pituaçu.

O JOGO

O Esquadrão entrou em campo com uma escalação bastante diferente da que venceu a Jacuipense na rodada anterior. Com dois desfalques e oito poupados, Guto teve à disposição três estreantes - Allione, Grolli e Kayke - e os utilizou como titulares.

No primeiro tempo, a partida foi equilibrada na posse de bola e não contou com muitas chances de gols por parte de ambos os lados. Porém, a primeira finalização aconteceu para o lado do Bahia, em chute de calcanhar de Kayke, logo no primeiro lance.

Durante o primeiro tempo, o Bahia perdeu dois atletas por lesão. João Pedro se queixou de dores e foi substituído pelo zagueiro Everson, improvisado no setor. Com 12 minutos em campo, o jogador precisou sair do jogo ao sofrer uma

Após a pausa de alguns minutos para atendimento de Everson e do meia Dinda, do Fluminense de Feira, foi o time do interior quem levou perigo na única vez que Anderson trabalhou na etapa inicial, em falta cobrada aos 37 minutos.

Pelo lado do Esquadrão, o meio-campo formado por Zé Rafael, Vinícius e Allione pouco conseguia criar jogadas, seja pelo meio ou pelas pontas. Com dificuldade para entrar na área adversária, Vinícius arriscou chute de fora, aos 39 minutos, mas sem a direção do gol.

SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo, o Bahia já estava com um jogador a mais em campo após a expulsão do volante Rogério aos 45 minutos. Com isso, o Tricolor esboçou uma pressão nos minutos iniciais. Allione iniciou jogada pela esquerda, Mena levantou bola na área, mas Kayke cabeceou mal.

Porém, o início promissor do Bahia foi freado pouco tempo depois. Aos cinco minutos, foi o Fluminense que chegou perto de marcar. Após rebote em cobrança de escanteio, Rodolfo chutou forte de fora da área e Anderson fez grande defesa. O arqueiro tricolor foi testado novamente aos nove minutos, em finalização de Deysinho.

Para tentar dar mais velocidade ao ataque, Guto Ferreira apostou na entrada de Élber no lugar de Vinícius. Com isso, Allione passou a ser responsável por armar as jogadas do time atuando pela faixa central do campo - o jogador atuou por 90 minutos em sua reestreia.

Aos 16 minutos, Kayke recebeu mais um passe para concluir em gol, agora de Zé Rafael. O atacante estreante invadiu a área e chutou forte, mas errou o alvo novamente.O

Assim como nos três primeiros jogos e na primeira etapa deste jogo, a principal dificuldade do Bahia seguia sendo na criação de jogadas. Poucas oportunidades eram criadas e as finalizações a gol foram escassas mais uma vez.

Com o Fluminense encurralado em sua defesa - e com dez jogadores em campo - o Esquadrão esboçou uma pressão final. Aos 40 minutos, Allione deu um passe no meio de dois defensores, mas Zé Rafael não conseguiu concluir.

Nos acréscimos, Élber teve a última oportunidade de gol da partida em uma finalização sem ângulo na grande área. Também sem sucesso.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.