é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 12 de novembro de 2017 às 21h00

Carpegiani faz elogios ao time, mas lamenta não ter vencido

"Lamento profundamente por não ter conseguido vencer", diz o treinador após elogiar desempenho do time

Victor de Freitas

2017-10-31-18-16_capacarpegianicoletiva3
Fonte: Marcelo Malaquias/Divulgação/ECBahia

Jogando com o apoio de mais de 31 mil tricolores, o Bahia ficou no empate em 2 a 2 com o Atlético Mineiro, neste domingo. Após o jogo, o técnico Carpegiani concedeu a tradicional entrevista coletiva e apontou o que achou da atuação de seus jogadores no duelo.

Em linhas, Carpegiani afirmou ter ficado satisfeito com a atuação de seu time diante do Galo. Para ilustrar o motivo de ter aprovado o desempenho tricolor, o técnico citou o número de oportunidades criadas pelos jogadores durante a partida. Porém, o ponto negativo foi o fato de não ter saíd de campo com os três pontos.

“Nós criamos muitas oportunidades. Lamento profundamente por não ter conseguido vencer, pelo resultado de empate, apenas isso. Ficou realmente aborrecido. Mas, como disse para eles, é este futebol que espero dos meus atletas. Quero que continuem jogando assim sempre”, comentou.

Carpegiani prosseguiu com comentários sobre o jogo deste domingo.

"Independente do resultado, eu felicitei os jogadores, porque me agrada a maneira como estamos jogando. Me agrada o time tentando impor o ritmo, dentro e fora de casa. Só não gostei até hoje do 1º tempo do Avaí. Hoje acredito que foi um dos melhores jogos. Saímos atrás, enfrentando uma equipe com um grande treinador, mexeu muito bem. Do meio para frente é uma equipe muito rápida. O segundo gol, o Robinho com toda qualidade. Se dermos dez bolas para ele, matar a bola no alto e colocar no ângulo, talvez faça três ou quatro, pela qualidade que tem. Hoje, o que é difícil no futebol, é você atacar... Fomos uma equipe firme, alternando ataques pelos dois lados. Futebol não é justo ou injusto, mas lamento por não ter conseguido a vitória. Mas felicitei meus jogadores. Estou triste, aborrecido pelo resultado", acrescentou.

O técnico também aproveitou para tecer elogios a um atleta em especial: o atacante Edigar Junio, autor de nove gols nos jogos sob o comando de Carpé.

"Mérito é todo dele, jogador rápido, que tem porte, sabe aguentar as jogadas, e está sempre presente no momento crucial. Preenchimento de um excelente jogador em excelente fase. Está dando tudo certo para ele. É um belo jogador e me deixa extremamente satisfeito. Ele é o preenchimento final do que a equipe faz. É extremamente competente, ótimo jogador, excelente profissional e merece todo esse sucesso", completou.

O Bahia fecha 34ª rodada com 46 pontos, ocupando a nona colocação do Brasileirão. O próximo desafio será frente ao Santos, na quinta-feira (16), novamente na Fonte Nova.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.