é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 05 de junho de 2018 às 12h45

Cláudio Prates avalia preparação e destaca empenho do elenco

Treinador interino falou como está sendo a preparação para enfrentar o Paraná

Victor de Freitas

2018-05-29-16-54_capaclaudinhoprates1
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Escolhido como técnico interino até a contratação de um novo profissional para ocupar o cargo, Cláudio Prates segue em preparação com o elenco visando o jogo de quinta-feira (07), contra o Paraná, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Para ele, os atletas estão se empenhando da mesma forma em prol do triunfo fora de casa.

Entrevistado no CT do Fazendão nesta terça-feira (05), Cláudio Prates falou sobre o impacto da mudança no comando técnico e afirmou estar pronto para dirigir a equipe interinamente.

"Agradecer ao Guto, comissão, a todos que passaram por aqui e deixaram um legado bacana, principalmente de hombridade, de homens sérios. E tocar o trabalho. É sempre chato porque a gente se coloca no lugar das pessoas. Mas o Bahia tem que continuar, até pela grandeza da entidade. A gente exerce isso há um bom tempo no futebol, a última experiência foi no América-MG, ficou um bom tempo na interinidade. E fazer uma transição tranquila para quem venha assumir ou a gente dar continuidade ao trabalho, a coisa sendo bem feita e com profissionalismo", falou o auxiliar técnico fixo do clube.

Prates também falou sobre como está sendo a preparação para enfrentar o Paraná.

"Dois treinos táticos (um no Fazendão e outro em Curitiba, amanhã), com jogadores bem carregados fisicamente, que precisam mais descansar que treinar. Mas algumas coisas a gente pretende fazer, até descansar jogadores, principalmente os da frente. Para que eles tenham mais objetivamente, possam ter mais força. Para ter ideia, a gente entrou 58 vezes no último terço do Grêmio, e o Grêmio 35 na gente. É uma coisa que a gente tem que trabalhar para que possamos fazer os gols", analisou.

O que esperar do Paraná?

"Assisti ao jogo e vi a entrega dos jogadores do Paraná, talvez sem qualidade grande, mas com entrega. Hoje o futebol está muito nivelado. Se tiver a gente compreensão tática dos atletas e alguma obediência, a gente consegue alcançar algumas coisas. A qualidade do atleta faz o diferencial. Sabemos que têm atletas que podem desenvolver mais porque têm qualidade. E o momento é deles, daqui a pouco isso aflora. A transpiração de uns vira inspiração de outros. É um conjunto, e a gente espera que esse conjunto acabe determinando bons resultados", disse.

O treinador interino também afirmou ver o elenco tricolor motivado e empenhado em busca um resultado satisfatório fora de casa.

"A gente está muito satisfeito com desempenho, entrega dos jogadores. É louvável. A gente não está tendo que cobrar algo a mais para que faça, que se doe os 90 minutos. Obviamente que a gente tem defeitos, coisas a corrigir, e isso estava sendo feito com Guto e vai ser feito comigo ou quem vier. O básico, que a gente cobra é entrega, que está sendo feito. Estamos em três competições. Então, o que a gente sabe e quer muito é buscar a melhor colocação no Brasileiro, que é o que falta hoje para a gente. O resto a gente está satisfeito com o trabalho dos atletas. A gente sabe de alguns defeitos e eles estão sendo corrigidos internamente. Volto a dizer, não é falta de empenho de ninguém: diretoria, comissão que estava, a gente, os atletas. Só isso vai nos levar a uma melhor competição no Brasileiro", finalizou.

O Bahia vai enfrentar o Paraná Às 20h de quinta-feira, em Curitiba.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.