é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 29 de novembro de 2018 às 12h56

Diego Cerri explica planejamento para o início de 2019 no Bahia

Diretor falou sobre o planejamento para iniciar as competições de 2019 com pré-temporada curta e calendário apertado

Victor de Freitas

2018-11-29-12-53_capadiegocerri11
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Por ter feito uma campanha que lhe permite estar em situação tranquila antes do fim do Brasileirão, o Bahia conseguiu antecipar seu planejamento para a temporada de 2019, com negociações a todo vapor para renovações de contrato, saídas de atletas e contratações.

Além de movimentação para a formação do elenco, a diretoria também já definiu o planejamento do time para a pré-temporada e início das competições de 2019. Ele também lamentou o pouco tempo para treinar antes do início da Copa do Nordeste, devido ao calendário apertado do primeiro semestre.

“A pré-temporada será muito curta. O calendário não é ideal. Temos a Copa América no meio do ano. Iniciaremos a primeira competição no dia 16 de janeiro, a Copa do Nordeste. É um calendário muito apertado, longe de ser o ideal para preparar a equipe. Se a gente se apresenta dia 3 de janeiro, dia 16 tem estreia, são 13 dias de preparação. O primeiro dia tem que acertar detalhes. Um dia antes da partida não pode treinar forte. Acaba tendo mais ou menos dez dias de pré-temporada. Longe do ideal para preparar uma equipe. A cobrança vem de imediato. Estreamos assim no ano passado”, explicou o diretor tricolor.

Assim como foi revelado pelo presidente Bellintani, Diego Cerri deu detalhes de como deve ser a formação da equipe para disputar o Campeonato Baiano. Ele afirma que a ideia não é de utilizar apenas jogadores jovens, abaixo de 23 anos, mas também que o objetivo é de não esgotar os principais jogadores do elenco e dar chances a todos os atletas.

“A gente vem conversando bastante, não quero rotular e engessar o que faremos. Mas com certeza vamos procurar primeiro tirar um pouco a carga dos atletas para não acontecer como esse ano, que completamos 75 partidas. Vamos tirar a carga de alguns atletas para que eles não joguem tanto durante o ano. O Baiano será um meio para atletas jovens vestirem a camisa do Bahia e passar um primeiro teste pelo clube, ter uma sequência pelo clube para ver como se comporta em ambiente e pressão, com o profissional do Bahia. Essas serão as premissas para iniciar o trabalho. Conforme for conveniente vamos ajustar. Mas vamos levar esses conceitos. Não esgotar os atletas, que eles não façam tantos jogos, e usar atletas jovens no Campeonato Baiano”, disse.

Com reapresentação marcada para o dia 3 de janeiro, uma quarta-feira, o Bahia vai iniciar a disputa do Nordestão no dia 16 (um sábado). Ao todo, serão cinco competições em 2018 (Copa do Nordeste, Campeonato Baiano, Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Copa Sul-americana).

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.