é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 27 de março de 2018 às 18h36

Douglas quer triunfo na Paraíba para alcançar 1º lugar no Nordestão

Goleiro destaca importância de jogar para vencer e não depender do resultado do Náutico

Victor de Freitas

2018-03-10-18-27_capadouglas7
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

Antes de pensar no Ba-Vi da final do Baiano, o Bahia tem um jogo decisivo pela última rodada da Copa do Nordeste, nesta quinta-feira (29). Para o jogo contra o Botafogo-PB, o objetivo tricolor é de não depender do resultado do Náutico na outra partida do grupo.

Entrevistado do dia no Fazendão, o goleiro Douglas admite conhecer os perigos do jogo contra o Botafogo, mas afirma que o foco do time é de voltar a Salvador com três pontos na bagagem, o que garantiria o Esquadrão na liderança do grupo C.

"Falando sobre a Copa do Nordeste, nós não entramos nessa competição, na primeira fase, pensando em depender de resultados em nenhum momento. Não é nessa última rodada, mesmo sabendo que três equipes ainda brigam pela classificação, a gente não vai jogar para depender de resultados. A gente vai consciente de que a gente tem condições de vencer a forte equipe do Botafogo-PB fora de casa e sair de lá com um bom resultado, que vai nos dar a condição de ficar em primeiro lugar. Claro que a gente respeita muito, sabe do perigo da partida, mas a gente está numa crescente muito boa, num momento de uma maturidade que a gente vem adquirindo ao longo desses primeiros meses de trabalho. Com certeza, a equipe do Botafogo-PB vai enfrentar um Bahia muito mais forte do que enfrentou na primeira partida aqui", disse o goleiro.

"A gente sabe que o Botafogo-PB, não sei exatamente se venceu todas as partidas em casa, mas tem se mostrado uma equipe competente, principalmente na Copa do Nordeste. A gente sabe que tem um grupo de jogadores experientes que tem potencial. Mostrou isso na primeira partida. A gente vai tomar todas as precauções, toda atenção para analisar bem a equipe deles", acrescentou.

O arqueiro tricolor também falou sobre o número de gols sofridos pelo Esquadrão na temporada. São 11 em 16 jogos.

"A sequência de jogos sofrendo gols incomoda principalmente a gente que trabalha na parte defensiva. Mas nem sempre o gol reflete uma fragilidade defensiva. Às vezes o gol reflete algum momento da partida que a equipe se expôs, teve que se expor mais. Algum momento que a equipe não se comportou da maneira que deveria. Cada partida a gente procura analisar friamente para ver o que a gente errou, o que a gente poderia ter feito para não sofrer o gol, se foi um gol que dificilmente a gente conseguiria evitar. Claro que, com o passar das partidas, dos dias, a gente vai se entrosando mais. Claro que a gente tem uma forma de jogar que começa defendendo lá na frente. Isso é uma coisa que o Guto sempre cobra da gente, que defenda atacando. A gente analisa cada partida, procura crescer, melhorar. Não houve uma mudança drástica de uma partida para a outra, na verdade é uma evolução", analisou.

O Bahia vai enfrentar o Botafogo às 21h45 desta quinta, no estádio Almeidão, em João Pessoa.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.