é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 26 de novembro de 2018 às 11h44

Enderson fala sobre planejamento do time para 2019

Para diminuir desgaste no Brasileirão, treinador indica rodízio de jogadores no primeiro semestre

Victor de Freitas

2018-11-18-11-40_capaendersonmoreira58
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Com mais um ano garantido no Bahia por ter atingido metas estipuladas em seu contrato, Enderson Moreira deve ser confirmado como treinador do time para a próxima temporada. Antes mesmo do fim do Brasileirão de 2018, ele já reforça a importância de “ter inteligência” no planejamento para as competições de 2019.

Finalista do Baiano, da Copa do Nordeste e participante da Sul-americana neste ano, o Bahia chegou ao meio do ano como o time que mais atuou – e também vai fechar a temporada como a equipe que mais disputou jogos em 2018. Foram 74 partidas até então.

Para a próxima temporada, o volume de jogos vai ser ainda maior no primeiro semestre, tendo em vista que o Esquadrão vai iniciar a Copa do Brasil a partir da primeira fase, nos primeiros meses do ano. Desta forma, chegará ao Brasileirão tendo disputado partidas de quatro torneios diferentes - com a Sul-americana sendo prevista para começar entre março e abril.

Com um alto número de competições, jogadores acabam sendo sobrecarregados antes do início da competição mais importante do ano, o Brasileirão, na opinião do técnico Enderson Moreira.

O técnico indica a possibilidade de optar por um rodízio de jogadores em competições de primeiro semestre, visando manter todo o elenco em sem desgaste ao longo do ano.

"A gente precisa decidir algumas coisas. O início do ano, precisa ter muita inteligência para fazer o que deve ser feito. O Bahia não pode iniciar o Brasileiro com tantos jogos. Quando falo tantos jogos, é um atleta ter feito quase 30 jogos. O Brasileiro não permite muito erro. Se você tem um período ruim, você tem enorme dificuldade. Caem 20% dos clubes na Série A. Tem que ter muita atenção. É muito próximo uma classificação na Sul-Americana e brigar por rebaixamento. A gente precisa se manter firme e fazer essas escolhas com tranquilidade, pensadas, para que a gente possa entrar com a equipe bem preparada", explicou o técnico.

"Confesso que a gente não conversou sobre isso ainda (em como diminuir o número de jogos dos atletas). Temos que pensar em alternativas. A instituição está acima de qualquer propósito. Temos que criar algum mecanismo de fazer com que os atletas entrem no Brasileiro não tão desgastados", acrescentou.

Jogador com maior número de jogos pelo Bahia em 2018, Zé Rafael chegou na primeira rodada do Brasileirão com 19 partidas disputadas por três competições diferentes. Porém, vale ressaltar que a Série A foi iniciada um mês antes do que começará em 2019.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.