é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 07 de julho de 2018 às 21h02

Enderson lamenta chances desperdiças e título perdido em casa

" Infelizmente o futebol tem dessas coisas. A gente acabou perdendo algumas oportunidades", lamenta o técnico

Victor de Freitas

2018-06-19-17-23_capaendersonmoreira1
Fonte: Felipe Oliveira / ECBahia

Sem conseguir marcar gol no Sampaio Corrêa após dois jogos decisivos, o Bahia perdeu o título da Copa do Nordeste de 2018. Após a partida, o técnico Enderson Moreira concedeu a tradicional entrevista coletiva para justificar o empate sem gols em casa.

Em sua análise sobre a partida, o técnico Enderson Moreira lamentou a perda do título dentro da Fonte Nova e afirmou que o time lutou até o fim. Já pensando após o torneio, ele pede foco para o grupo nas próximas competições que estão por vir.

A gente lamenta profundamente. A torcida foi maravilhosa. Espetáculo extremamente emocionante. Infelizmente o futebol tem dessas coisas. Tem alguns momentos extremamente difíceis. Os atletas, nós da comissão técnica, a diretoria, queríamos presentear o torcedor com uma grande conquista. Lutamos até o final. Buscamos o resultado. Infelizmente o futebol tem dessas coisas. A gente acaba perdendo algumas oportunidades. Precisamos ter muito trabalho, dedicação para buscar coisas enormes que estão pela frente. O Bahia tem três competições importantes. Precisamos mais do que nunca dar resposta ao torcedor. Vamos nos preparar para isso.", disse o treinador.

"Estou no futebol há 20 anos. Se fosse simplesmente pelo orçamento, pelo que tem em termos de dinheiro, seria um esporte que não traria tanta emoção, tanta paixão. Se for acreditar nisso, como vamos disputar um brasileiro de Série A contra esses gigantes que têm um orçamento maior que o Bahia? Já estivemos em situações parecidas e sempre acreditamos que podia vencer. Fizemos o jogo que a gente acha que deveria ter feito em termo de pressão, de envolvimento. Tem que enaltecer que a outra equipe não chegou à final por acaso, chegou por mérito. Teve um goleiro com participação decisiva nas duas partidas. Lamentamos profundamente, mas sabe que do outro lado tem uma equipe que quer vencer.", acrescentou.

Na partida deste sábado, Enderson apostou na volta de Edigar Junio como titular e promoveu substituições que ele julga terem sido ofensivas.

"Ele (Edigar Junio) tinha as condições para participar da partida, esperar que ele fizesse tudo que tem costume, sabíamos que teria talvez uma limitação, mas acho que ele fez um jogo qualificado, principalmente na primeira etapa. É um risco, mas achávamos importante a presença dele. Teve aplicação, criou situações importantes, reteve a bola na frente. Tentamos de todas as formas colocar a equipe em cima deles". disse.

"Vinícius entrou como segundo volante, tiramos o Flávio para colocar a equipe mais para frente. Fiz as outras substituições para dar presença de área com Brumado e mobilidade com Allione", explicou, Enderson.

O técnico também cita como fator de dificuldade ter chegado ao clube há poucos dias nas semifinais.

"Não dá para colocar as coisas negativas e só algumas coisas positivas. É um jogo. Cheguei na fase de semifinal e final. É tudo difícil, não existe nada fácil. A gente tenta fazer com que o Bahia tenha a representatividade que sempre teve", finalizou.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.