é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 31 de maio de 2018 às 19h00

Guto cita estratégia quebrada por gols antes do intervalo

"Se acaba o primeiro tempo 0 a 0, é outra partida. A estratégia era essa", lamenta o técnico

Victor de Freitas

2018-05-31-18-50_capagutoferreira49
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, o Bahia sofreu sua quarta derrota atuando fora de casa, desta vez por 2 a 0 para o Flamengo. Após mais um revés como visitante, o técnico Guto Ferreira concedeu a tradicional entrevista coletiva e falou sobre o desempenho de seus atletas no gramado do Maracanã.

Em sua análise sobre a partida, Guto Ferreira admitiu que sua estratégia de levar um empate para o intervalo, e atacar o adversário na etapa final, foi por "água abaixo" após os dois gols sofridos nos minutos finais do primeiro tempo.

"Muito, me incomoda muito. Em que pese a quantidade de oportunidades que perdemos hoje. Chutamos sete bolas, com pelo menos quatro defesas importantes do Diego Alves. Existe a qualidade do adversário, existe alguma coisa. O cara pega uma sequência de duas bolas, erra o chute, resvala no cara que está entrando e ele faz o gol. Se acaba o primeiro tempo 0 a 0, é outra partida. A estratégia era essa, fazer um bom primeiro tempo, sair no 0 a 0 e buscar alguma coisa no segundo tempo. Sabíamos que a intensidade do Flamengo ia começar a sair e começaríamos a jogar na transição, como jogamos. Infelizmente não aconteceu de novo", analisou o treinador.

"O que acontece é que a intensidade do primeiro tempo... O Bahia está se acostumando com esse ritmo. Um parceiro de vocês do Rio disse que foi o melhor primeiro tempo do Flamengo. Só que se o time não está acostumado com essa intensidade, fatalmente vai cair. E essa era a nossa estratégia. Aos 41 e 45 conseguiram os dois gols. O segundo foi reflexo do primeiro. Você toma, sente, fica lamentando e os espaços acontecem", acrescentou.

Um dos fatos que mais chamaram atenção antes de a bola rolar foi a entrada de Régis entre os titulares, o que ocorreu pela primeira vez nesta edição da Série A.

"A estratégia era velocidade, poder de marcação para fechar a facilidade do Flamengo em subir. o Brumado é um jogador um pouco mais lento e carece dos espaços para jogar. Contra o Vasco ele não tendeu o que consegue. A estratégia passava por fazer um primeiro tempo para manter vivo e, no segundo tempo, buscar o gol. É trabalhar para buscar o próximo", explicou.

Guto também valorizou a atuação e a sequência de Anderson como titular.

"Acho que temos que agir da melhor maneira possível. Que bom que Anderson foi bem. Vamos analisar, conversar com o preparador de goleiros e usar critérios. Anderson fez duas belas defesas hoje, importante. Lá atrás, quando trouxemos o Anderson, o torcedor tinha dúvidas. Hoje ninguém mais questiona. Sinal que acertamos", finalizou.

O Bahia é o 16º colocado do Campeonato Brasileiro, com oito pontos conquistados em oito rodadas. Com seis pontos cada um, Santos e Atlético-PR ainda vão entrar em campo nesta quinta e, caso um vença a partida, o Tricolor cairá para o Z-4.

O próximo jogo do Esquadrão será disputado neste domingo (03), contra o Grêmio, na Fonte Nova.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.