é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 06 de abril de 2018 às 18h36

Guto 'despista' sobre escalação e destaca importância de título

Técnico deixa no ar possível dúvida e fala sobre expectativas para a decisão na casa do rival

Victor de Freitas

2018-03-16-12-24_capagutoferreira28
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

O Bahia vai entrar em campo no domingo (08) para decidir quem será o campeão baiano de 2018. Para o técnico Guto Ferreira, será a chance de conquistar mais um título para sua carreira.

Entrevistado desta sexta-feira no Fazendão, Guto Ferreira foi questionado sobre qual time irá mandar a campo no domingo. Porém, optou por "despistar" sobre o assunto, deixando no ar uma possibilidade de dúvida na escalação titular.

"Não (vou antecipar a escalação). Só para manter o ritmo, a linha de procedimento. O que vocês vão fazer é com vocês. O que vamos fazer é com a gente. No final, vamos ver se todo mundo casa, se dá certo. Será que volta Nino? Se volta João Pedro? Ou se vai inventar alguma coisa, Professor Pardal?", brincou o treinador tricolor.

Campeão catarinense em 2016 e da Copa do Nordeste em 2017, o título baiano pode aumentar a lista de troféus conquistados pelo técnico.

"Vencer sempre é muito importante. Gosto de ficar... Só vou falar porque você tocou no assunto, jamais partiria de mim. Ser você pegar o currículo, a carreira nossa, cada ano tem um resultado importante. 2012 com Mogi Mirim, título do interior, 2013 com a Ponte Preta, título do interior, 2014 com acesso da Ponte Preta, 2015 título do interior com a Ponte Preta, 2016 campeão catarinense e acesso com o Bahia, 2017 campeão da Copa do Nordeste, acesso com o Inter... A gente espera marcar também 2018, que a gente possa já, esse título que está tão perto. Tem 90 minutos. Restam 90 minutos, e dentro desses 90 minutos, fazer uma grande apresentação, um grande jogo, e conseguir vencê-los, ou pelo menos empatar", destacou o treinador.

E o coração? Está bem para mais um clássico?

"Essa trombose pode vir a afetar alguma coisa mais perigosa. Mas não é o caso, ela foi revertida imediatamente. Geralmente, é um quadro de estresse. Não é só um jogo, tive um problema familiar, viajei, não dormi. São várias coisas que vão se acumulando. Está no preço. Não foi nada de mais grave. Já joguei tênis hoje. Estarei na beira do campo domingo, firme e forte. Agradecer a cada torcedor a energia, aqueles que mandaram mensagens, os que rezaram pelo meu reestabelecimento".

Espera por alguma surpresa vinda do rival?

"A gente estuda muita coisa, possibilidades e tenta se armar para não ser surpreendido em hipótese alguma. Agora, tudo é possível, até porque joga por um único resultado, e quando isso acontece, geralmente o foco é numa coisa só. Pode ser mais forte ou pode diluir de acordo com o tipo de enfrentamento que tiver, e é isso que a gente busca, enfraquece-los nesse aspecto. É um jogo jogado. A gente respeita eles, mas respeita até certo ponto, respeita para que a gente possa vencê-los, para que a gente possa conquistar o título que eles também querem".

Qual o segredo para ser campeão no campo adversário?

"Nesse momento, não dá para pensar nisso. Tem que pensar em jogar e ganhar, para depois pensar no que fazer. Já tive conquista de títulos fora dos domínios, mas acho que isso não vem ao caso no momento. Minha resposta é ter atitude, jogar o jogo a melhor maneira possível e pensar primeiro em vencer".

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.