é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 02 de novembro de 2018 às 19h46

Jackson projeta Bahia ofensivo contra a Chape na Fonte Nova

Zagueiro explica mudança de estilo de um jogo para o outro

Victor de Freitas

2018-10-17-17-22_capajackson17
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Para seguir no caminho da fuga do rebaixamento à segunda divisão, o Bahia vai enfrentar a Chapecoense neste domingo (04), pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2018.

Vindo de uma derrota para o Corinthians pelo Brasileirão e eliminação para o Atlético-PR na Sul-americana, o Bahia volta suas atenções para o Brasileirão com o objetivo de retornar ao caminho dos triunfos. Para isso, a postura do Esquadrão em campo será de atacar o adversário catarinense.

Entrevistado desta sexta no Fazendão, Jackson explicou as diferenças do que foi planejado para enfrentar o Atlético e o que é projetado para a partida contra a Chapecoense.

“No jogo contra o Atlético-PR, o professor Enderson optou por outra forma de jogo. O Atlético-PR é acostumado a esperar o adversário atrás da linha da bola. Fomos para pressionar e conseguimos o resultado. Infelizmente, perdemos a classificação. Agora é jogar em casa e voltar ao nosso perfil, de ter posse de bola e ditar o ritmo de jogo. Espero que a gente possa sair com o resultado positivo”, explicou o zagueiro.

Após uma sequência como titular, Jackson foi ausência na partida contra o CAP e viu seu substituto, Douglas Grolli, marcar o gol do triunfo tricolor. Ele explicou que ficou de fora para ser poupado de mais uma partida consecutiva e parabenizou o concorrente pela vaga de titular.

“A gente teve uma conversa depois do jogo contra o Corinthians. Foi opção dele me preservar um pouco. Venho de uma lesão grave. Acabou me tirando por preocupação. Até parabenizar o Grolli pelo jogo que fez, trabalha muito forte todo dia. Espero que domingo a gente faça um grande jogo e saia com o resultado”, comentou o defensor.

Vivendo sua primeira sequência de jogos depois de ter ficado fora dos gramados por mais de um ano, Jackson vibrou por estar em plenas condições de jogo.

“Agora já estou bem adaptado, acostumado. Estava sentindo muito a falta disso, concentração, viagem. Era o que eu queria, estar de volta, poder ajudar os meus companheiros. Graças a Deus voltei e, se Deus quiser, terminar o Brasileiro bem”, afirmou.

O Bahia enfrentará a Chapecoense no próximo domingo (04), na Fonte Nova.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.