é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 17 de outubro de 2018 às 17h28

Jackson valoriza disputa sadia por titularidade na defesa

Zagueiro concorre com Grolli a uma posição na zaga para enfrentar o Botafogo

Victor de Freitas

2018-10-17-17-22_capajackson17
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Lucas Fonseca e Tiago formaram a dupla de zaga titular do Bahia na maior parte da temporada. Mas, nesta reta final de 2018, outros zagueiros despontaram como potenciais titulares, aumentando a concorrência por uma das vagas na escalação inicial do técnico Enderson Moreira. Um destes zagueiros é Jackson.

De volta à sala de imprensa do Fazendão, Jackson relembrou a última vez que havia concedido uma entrevista coletiva, em junho, quando falou sobre sua volta aos gramados com o time de aspirantes. Desta vez, o motivo é ainda mais feliz, por estar de vez na luta pela titularidade da equipe profissional.

“Me recordo da última (entrevista coletiva), não lembro da data. A pauta era o retorno aos treinos. Graças a Deus, hoje em um patamar diferente. Saudade a gente tem. Será que ainda me lembro como funciona? Mas graças a Deus estou de volta e é isso que importa”, falou o jogador.

Definitivamente membro do elenco principal, Jackson está mais pronto do que nunca para assumir de vez a titularidade. É o que ele mesmo garante. O defensor já disputou dois jogos desde seu retorno ao elenco profissional e concorre com Grolli à vaga de titular ao lado de Lucas Fonseca no jogo contra o Botafogo. Para ele, é fundamental a disputa por posição no elenco.

"Importantíssimo. É uma briga muito sadia no dia a dia. É importante para o Enderson ter essa variação. Somos zagueiros importantes, experientes. Quem estiver dentro de campo vai corresponder", avalia o jogador.

Sequência do Bahia no Campeonato Brasileiro

Depois de vencer o Paraná, Jackson afirma que o objetivo do elenco tricolor é de emplacar pela primeira vez uma sequência de resultados positivos que livrará o time do rebaixamento e poderá deixá-lo em uma situação de disputa por "algo mais" na competição.

"Pensamento é somar aqueles 43 a 45 pontos para poder livrar de vez qualquer susto para rebaixamento. Depois pensamos em coisas maiores. Conseguir Sul-Americana é importante, talvez pré-Libertadores. Quanto mais demorar essa derrota, vai ser importante", afirmou o jogador.

"É uma reta final para a gente, importantíssima. Essa situação da parte de baixo tem incomodado muito a gente. Queremos sair o mais rápido possível. É um jogo importante, jogo de seis pontos. Esse é o objetivo. Fazer um bom jogo para trazer o triunfo. É um jogo difícil, como foi na Sul-Americana, apesar de a gente ter classificado. Perdemos o jogo, que foi muito difícil. Temos que ficar atentos para não acabarmos surpreendidos", concluiu.

Com Jackson ou Grolli ao lado de Fonseca, o Bahia visita o Botafogo às 16h deste sábado (20), no Nilton Santos.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.