é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 05 de janeiro de 2017 às 10h08

Pandolfo diz ter recusado ofertas e lamenta maneira de sua saída

Diretor de futebol diz ter ficado chateado com a maneira de sua demissão

Victor de Freitas

2016-07-28-08-35_CapaNeiPandolfo
Fonte: Divulgação/ECBahia

Na última segunda-feira (02), o Bahia se reapresentou no Fazendão, mas a maior novidade daquele dia não foi a chegada de um reforço, mas sim a demissão do diretor de futebol Nei Pandolfo. Em entrevista ao jornal Correio, o profissional demitido disse ter recusado propostas para deixar o clube anteriormente e lamentou a maneira de como foi comunicado sobre sua saída.

"Eu conversei com o Pedro (Henriques, vice-presidente), Marcelo (Sant’Ana, presidente) estava retornando, a gente ainda vai voltar a falar. Eles me comunicaram em função do planejamento. O clube acho que não estava contente e eles resolveram fazer a mudança. Eu tive proposta, fui consultado, cheguei até a comentar com o pessoal, mas como tinha contrato, renovação automática e tudo mais, eu costumo cumprir meus contratos, nem me movimentei nesse aspecto. Infelizmente, na virada do ano, fui comunicado. Poderiam ter me avisado mais cedo, acho que essa foi uma das questões que mais me incomodaram. Mas faz parte do processo. Meu planejamento pessoal era fazer o Bahia voltar à primeira divisão e o objetivo principal foi alcançado. Muita gente concentra somente em contratações. Uma série de situações importantes que aconteceram no clube, um avanço estrutural grande foi implantado, atualização de fisioterapia, fisiologia, toda uma série de conceitos que a gente acha importante. A gente participou muito disso. Os resultados da base, sendo campeão em todas as categorias, chegando à final (da Copa do Brasil sub-20). Todo um trabalho que envolve o futebol que não é só contratação. Isso acaba sendo esquecido no trabalho", explicou, Pandolfo.

"Então acredito que não tenha sido algo decidido no Réveillon, acredito que já estava decidido há mais tempo. O que mais me chateou foi isso, não a questão de sair. Acho que já tinham formatado isso de alguma forma e demoraram de me avisar. A nível profissional é ruim. Atinge família, aluguel de casa, matrícula do meu filho. São componentes pessoais que poderiam ser um pouco mais justos nesses aspecto. Mas vida que segue, faz parte do processo. Tive um ano difícil, mas muito feliz com o Bahia e profissionais que lá trabalharam", acrescentou.

"Eu pessoalmente não consigo identificar (problemas em seu período no clube). Tenho um jeito de ser, cada um tem um jeito. Sou mais discreto, fico no dia a dia do futebol, vou à beira do campo, acompanho comissão e atletas e fico próximo da diretoria. Talvez o relacionamento próximo com uma parte da torcida, do Conselho, talvez não agrade a esse pessoal todo. Como eu sou mais quieto, mais fechado, às vezes aparenta que eu não estou dando importância, quando na verdade, eu sou mais fechado e gosto de centrar no trabalho no dia a dia. Talvez isso não agrade algumas pessoas que gostam de ter atenção total. Mas é um jeito de ser, né? Eu já estou com 55 anos, dificilmente vou mudar meu jeito de trabalhar. Passei quatro anos no Santos, fiquei dois no Sport e saí por opção. Eu costumo ficar muito tempo nos lugares e me adapto bem. Por algum motivo, acabei não agradando e temos que respeitar o clube, sempre levo isso comigo. Mas vejo que o saldo foi muito positivo", disse.

Pandolfo também descartou ter sido pressionado a realizar grandes contratações e não ter conseguido ter sucesso nestas buscas. Segundo ele, seu trabalho seguia o que era desejado pelo clube.

Com 55 anos, Nei Pandolfo deixa o Esquadrão após um pouco mais de um ano ocupando um dos cargos da diretoria do Bahia e com 26 contratações acertadas neste período.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.