é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 07 de junho de 2018 às 23h01

Prates explica mudanças na escalação e lamenta queda no 2º tempo

Treinador elogiou primeiro tempo, mas diz não ter ficado agradado com a atuação do time na segunda etapa

Victor de Freitas

2018-06-07-22-48_capaclaudioprates1
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Em partida válida pela décima rodada do Campeonato Brasileiro, o Bahia sofreu 1 a 0 para o Paraná e caiu para a penúltima colocação da competição. Comandante interino do Esquadrão no jogo, Cláudio Prates concedeu entrevista coletiva e falou sobre o desempenho de seus atletas.

Após dois dias de treinamentos, Cláudio Prates apostou em uma formação tática diferente - ao atuar com três volantes. Ele explicou o que esperava com as mudanças feitas na equipe titular para o jogo fora de casa.

Já em sua análise sobre a partida, o treinador interino destacou a atuação tricolor do primeiro tempo como satisfatória. Entretanto, lamentou a queda de desempenho na etapa final.

"Liberar os três da frente (Zé Rafael, Élber e Vinícius). A gente está sem a posição do 9, por isso dois volantes muito móveis. Andou no primeiro tempo, mas realmente o primeiro tempo atrapalhou um pouco. Isso complicou, mas mesmo assim fiquei satisfeito. A gente se preocupa, achando que fica defensivo, mas na minha opinião não", disse o interino.

"Primeiro tempo teve postura boa, jogo de igual para igual. Tivemos chances de sair vitoriosos. Não me agradou segundo tempo. Deixamos o Paraná crescer, é um time que tem imposição aqui dentro, um gramado que não ajuda. Então, no âmbito geral, saí muito triste pela derrota. Segue a vida. Já tivemos uma cobrança grande no vestiário e a partir disso aí temos que ter um pouco mais de garra, de ânimo", analisou.

Quanto ao resultado negativo, Prates diz assumir sua parcela de culpa pelo revés.

"Obviamente nosso desejo era vir e buscar bom resultado. Tempo de trabalho é fundamental para qualquer treinador. A gente está com pouco tempo para treinar. Isso dificulta muito a gente, mas não pode ser desculpa. O jogador tem que ter a sua parcela também, e não só o treinador estar na mira. Isso tem que ser um pouco mais dividido. Assumo minha parcela, mas isso tem que ser assumido e encarado com naturalidade. Domingo a gente espera reverter isso", afirmou o treinador.

Apesar de lamentar o revés, Cláudio Prates já quer o time focado no próximo desafio da temporada.

"Amanhã a gente tem que estar voltando para casa, fazer um treino no sábado e esses mesmos jogadores precisam estar aptos para domingo. É longo o campeonato, e a gente sabe que pode dar mais", concluiu.

O Bahia vai entrar em campo novamente às 16h deste domingo (10), contra o Botafogo, na Fonte Nova.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.