é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 31 de agosto de 2017 às 16h47

Preto revela cobrança pessoal por bons resultados como treinador

"A cobrança interna e externa não chega aos pés da cobrança que eu tenho comigo mesmo", afirma o técnico

Victor de Freitas

2017-08-31-16-24_capapreto16
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

Efetivado como treinador do Bahia para o restante da temporada, Preto Casagrande está focado em conquistar resultados positivos em sua primeira oportunidade como técnico profissional.

Além de cobranças do clube e da torcida, Preto afirma fazer autocobranças para obter bons resultados no comando do Esquadrão de Aço.

"A cobrança interna e externa não chega aos pés da cobrança que eu tenho comigo mesmo. Eu não sempre tive dificuldade de aceitar a derrota. Essa cobrança precisa ser bem assimilada, tenho uma autocritica, faço minha autoanálise a cada treino. Tenho as minhas virtudes e me apego a isso para crescer diariamente. O futebol é muito dinâmico, na semana da Chapecoense o Jorginho tinha me tirado da viagem, no outro dia eu virei interino, aí passou quase um mês e eu sou efetivado. Então eu vivo muito o dia a dia, o que vai acontecer lá na frente eu deixo para o futuro", disse o treinador.

Preto também aproveitou para reafirmar sua inspiração em seu primo Caio Júnior ex-técnico de grandes clubes do país, incluindo o Bahia, e que faleceu no acidente com o avião da Chapecoense.

“Comentei na semana passada que uma referência de vida para mim era o Caio Júnior. Meu primo, que eu tinha muita admiração, que eu aprendia muito nas conversas quando ele frequentava minha casa, dos treinamentos. É um cara que eu guardo com muito carinho, de tudo aquilo que ele me passou. É um dos caras que eu gosto de referenciar, porque é um anjo que a família tem. Sempre foi um cara exemplo”, finalizou.

Finalmente efetivado, Preto terá mais uma semana de trabalho antes de voltar a disputar um jogo pelo Brasileirão. O técnico espera aproveitar este tempo para acertar os setores do time dentro de campo.

"Busco um equilíbrio, tentei mexer pouco nos primeiros jogos, depois implantar uma questão defensiva. Agora busco esse equilíbrio de não só contra-atacar, mas ter a posse de bola, ter um esquema definido. Vamos aproveitar essa semana para pegar bastante na parte tático e buscar esse equilíbrio que é fundamental", concluiu.

O Bahia volta a campo no próximo dia 11, contra o Atlético-GO, fora de casa.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.