é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Mercado

Publicada em 07 de janeiro de 2018 às 21h33

Reforço, Mena já ganhou títulos de Sul-americana e Copa América

Lateral tem sete anos de experiência na seleção do Chile, jogou semifinais de Libertadores e ganhou uma Sul-americana

Victor de Freitas

2018-01-07-21-08_capamenachile
Fonte: Reprodução/AFP

O lateral-esquerdo Eugenio Mena vai reforçar o Bahia em 2018. O jogador deixa o Cruzeiro e tem acordo encaminhado para assinar com o Esquadrão por duas temporadas.

Até então, o Tricolor já havia anunciado o jovem Léo Pelé para a posição de lateral-esquerda, que teve três saídas ao final da temporada. Matheus Reis e Armero foram dispensados, enquanto Juninho Capixaba foi vendido ao Corinthians.

Se Léo Pelé tem a juventude e força física como características, Mena chega ao Bahia para dar mais experiência e técnica ao setor esquerdo da defesa. Aos 29 anos, o chileno tem um largo currículo em disputas nacionais e internacionais.

INÍCIO DE CARREIRA E PRIMEIRAS CONVOCAÇÕES

Eugenio Mena foi revelado pelo Santiago Wanderers e acumulou convocações para todas as seleções de base do Chile ao longo. Em 2010, foi transferido para a Universidad de Chile. Foi a partir daí que passou a acumular experiências profissionais na seleção de seu país.

Ainda no mesmo ano, se destacou com atuações que ajudaram a Universidad a alcançar as semifinais da Taça Libertadores. E ganhou sua primeira convocação para a seleção principal chilena em setembro.

Em 2011, ainda como lateral-esquerdo da La U, Mena conquistou o título da Copa Sul-americana, em um time que chamou atenção do futebol sul-americano, com Vargas como um dos destaques e com Jorge Sampaoli como treinador.

Depois de faturar o título nacional e chegar novamente à semifinal da Libertadores, em 2012, Mena foi comprado pelo Santos por R$ 7 milhões, em 2013.

PARTICIPAÇÃO EM COPA DO MUNDO E TÍTULOS DE COPA AMÉRICA

Nesta altura, o jogador já era peça fundamental do 3-5-2 montado por Jorge Sampaoli na seleção do Chile. Atuou nas eliminatórias e jogou como titular nas quatro partidas da "La Roja" na Copa do Mundo de 2014.

Após a Copa, Chile se destacou ao ser campeão de duas edições seguidas de Copa América, em 2015 como atleta do Cruzeiro, e em 2016, já emprestado ao São Paulo.

Em 2017, mesmo atuando pelo Sport, manteve a condição de titular nas eliminatórias e participou de nove jogos, porém sua seleção ficou fora da Copa do Mundo - o Bahia certamente teria um jogador na Copa de 2018. O ala também jogou na Copa das Confederações.

Somando todas as sete temporadas de experiências internacionais, Mena tem 53 partidas com a camisa principal do Chile e três gols marcados.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.