ecbahia.com

é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 28 de abril de 2018 às 17h47

Régis deixa 6 a 2 para atrás e quer Bahia focado para vencer o CAP

Meia afirma que goleada de 2017 são apenas lembranças e quer time focado para buscar um novo triunfo sobre o CAP

Victor de Freitas

2018-04-28-17-39_caparegisxcap
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

O Bahia vai entrar em campo pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, neste domingo (29). O adversário tricolor será o Atlético Paranaense, contra quem o Bahia tem lembranças positivas do último duelo contra o time rubro-negro na Arena Fonte Nova.

Em 2017, o Esquadrão recebeu o Atlético logo no primeiro jogo do Brasileirão e venceu por 6 a 2. Na ocasião, o meia Régis foi um dos destaques, com dois gols marcados. Para o duelo deste domingo, o camisa 20 tricolor prega cautela para deixar para trás a goleada do ano passado e buscar um novo triunfo.

"Lembranças boas, foi a estreia do Campeonato Brasileiro, fizemos uma boa partida, vencemos por 6 a 2. Mas é passado, agora é outro jogo, outro momento, vamos nos preparar para chegar no domingo e fazer uma bela partida", disse Régis.

Quase um ano depois da goleada aplicada em maio de 2017, o Atlético-PR vive um momento diferente neste ano. Foi justamente o time atleticano quem iniciou com goleada no Brasileirão deste ano (5 a 1 sobre a Chapecoense) e tem sido destaque sob o comando de Fernando Diniz. Régis elogia o trabalho feito no CAP, mas quer Bahia buscando imposição ofensiva para ficar com os três pontos.

"É um time bem treinado pelo Fernando Diniz, mas estamos jogando dentro de casa, temos que nos impor. Temos a torcida a nosso favor. Temos nosso estilo de jogar também. Acredito que será um grande jogo para a torcida acompanhar e vibrar com a gente", analisou o jogador.

Titular na maior parte de 2017, Régis tem vivido uma realidade diferente em 2018. Iniciou o ano como um dos titulares, mas foi substituído por Vinícius ainda durante o Baiano. Ele admite incomodação pela reserva, mas afirma que trabalha para retomar seu lugar na equipe.

"Estou trabalhando, aguardando minha oportunidade, tenho entrado, ajudado bastante. Claro que fico incomodado com a reserva, mas não é por isso que deixarei de trabalhar. Temos grandes jogadores dentro de campo, importante é o grupo vencer. Se o professor precisar, vou corresponder", comentou o jogador.

Régis se destacou no jogo da última quinta-feira, quando entrou em campo na metade do segundo tempo e precisou de poucos minutos para marcar o gol que garantiu o triunfo para o Bahia sobre o Botafogo-PB.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.