é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 02 de janeiro de 2018 às 22h56

Sonhando com Libertadores, Guto projeta ano promissor no Bahia

Técnico foi apresentado oficialmente à imprensa nesta terça-feira

Victor de Freitas

2017-05-23-19-14_Capagutocoletiva
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

De volta ao Bahia com um contrato válido até o fim de dezembro, Guto Ferreira foi apresentado oficialmente como técnico tricolor na noite desta terça-feira (02), em evento que também confirmou a renovação da parceria do clube com a Canaã Alimentos.

Em entrevista coletiva, Guto Ferreira respondeu sobre temas que abordaram suas expectativas para a temporada de 2018, a necessidade de recuperar a confiança da torcida tricolor e sua saída do clube em 2017.

Sonha com classificação para a Libertadores

"Oportunidade de buscar um novo trabalho, que fizemos de forma positiva em 2016 e 2017, e que hoje, em 2018, se abre com uma expectativa promissora. Esperamos, com muito trabalho, correr na frente e terminar o ano de forma positiva. Tenho um sonho de classificar uma equipe para uma Libertadores. Não vou cravar que vamos conseguir, mas não faltará esforço. Não podemos carregar a obrigação, porque ela é pesada, mas podemos carregar o sonho, porque o sonho é leve. Assim que vim buscar esse sonho com o Bahia. 2018, digo, é um ano bastante promissor, e a gente está cheio de energia para poder fazer da melhor maneira possível".

Desconfiança do torcedor

"O torcedor tem todo direito de ter a desconfiança, mas à medida que ele veja todo o esforço, todo o trabalho, ele tende a entender. Todo mundo quer sempre resultados positivos. Quando ele vem, as coisas fluem. A relação do Bahia não é com o treinador; é com sua equipe. Mais do que ficar com picuinha com treinador, o Bahia é mais importante que tudo. Para que as coisas possam andar, a gente precisa de união".

Por que deixou o clube 2017?

"A questão foi extremamente pessoal, de quem vivenciou praticamente 13 anos no Internacional. Foram 13 anos intensos, em vários setores do clube. Naquele momento de maior dificuldade do clube, você ser chamado. Tenta se colocar nessa situação, de que maneira você receberia esse convite? Foi uma situação que mexeu. Isso que contou, que foi mais forte. Naquele momento, deixando a competição, o Bahia vinha em um bom momento, a gente acreditava que teria um treinador que conseguiria tocar da melhor maneira o projeto".

Atual campeão do Nordeste, Guto vai reestrear pelo Bahia justamente na primeira rodada da competição regional, no dia 18, contra o Botafogo-PB.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.