é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 12 de setembro de 2017 às 09h09

Vinícius cobra consistência ao Bahia para sair de posição ruim

Para o meia, Bahia deve saber propor o ritmo do jogo mesmo atuando fora de casa

Victor de Freitas

2017-07-30-18-12_capavinicius3
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

Depois de mais um jogo com 'altos e baixos' durante os 90 minutos, o Bahia saiu atrás no primeiro tempo e conseguiu o empate no segundo tempo.

Sofrendo com oscilações no Brasileirão, o Bahia vive situação delicada na tabela, ocupando o 15º lugar, mas com apenas um ponto de vantagem para o Z-4. Com o objetivo de livrar o Esquadrão desta posição incômoda, o meia Vinícius cobra mais consistência ao time para sair com triunfos longe de casa e somar mais pontos no returno.

"A gente está se cobrando bastante, porque a gente faz alguns jogos bons em casa e, fora de casa, a gente às vezes deixa a desejar. Bahia é time grande. Independentemente de jogar em Salvador ou fora, a gente tem que impor nosso ritmo. Aqui tem jogadores experientes, jogadores rodados, juntamente com a juventude, buscando seu espaço no cenário nacional. Então a gente tem que fazer bons jogos neste segundo turno, jogos consistentes, para a gente buscar uma maior pontuação", comentou o jogador.

Contra o Atlético Goianiense, a reação tricolor aconteceu após o intervalo, quando o time voltou com uma postura diferente, empatou no início e chegou a apertar o adversário em busca da virada. Vinícius foi mais um a valorizar a bronca de Preto no vestiário.

"(...) A gente sabe que a gente foi um pouco abaixo no primeiro tempo. A gente conversou. O Preto nos alertou no intervalo. E a gente pôde entrar com uma outra dinâmica, buscando o jogo, fazendo o nosso jogo, mesmo na casa do adversário. Buscar os três pontos, que era o nosso objetivo. Infelizmente, a gente não conseguiu, mas a gente conseguiu um ponto importante para enfrentar o Cruzeiro lá em BH", afirmou.

Concorrência por posição com Régis

Régis é o atual titular, goleador e 'garçom' do time na temporada. Porém, apesar de elogiar seu concorrente, o jogador afirma estar preparado para assumir a titularidade, caso assim deseje o técnico Preto.

"Desde que eu cheguei, tenho total consciência de que o Régis foi o melhor jogador do Bahia no primeiro semestre, melhor jogador do Baiano, do Nordestão. E eu vim para somar. Eu tenho minha bagagem, já joguei em times grandes também no Brasil. Eu vim para somar. Claro que jogador quer estar sempre entre os 11. Mas, com o tempo, a gente vai criando maturidade. Hoje eu sei que, estando no banco de reservas, eu posso ajudar também a equipe. Sempre procurando evoluir. Se o Preto achar que posso ser titular, espero estar pronto", disse.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.