é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Baiano

Publicada em 03 de abril de 2024 às 13h34

Bahia precisa quebrar tabu histórico para ser campeão baiano em 2024

Tricolor pode conquistar título de forma inédita; entenda

Da Redação

bavi24-12
Fonte: Tiago Caldas / EC Bahia

Após perder o Ba-Vi de ida da final estadual, o Bahia terá de reverter a desvantagem para ficar com o troféu de campeão baiano de 2024. Para isso, o Esquadrão precisará quebrar um tabu histórico.

Em Ba-Vis que decidiram o título baiano, o time derrotado na partida de ida jamais conseguiu sair campeão no jogo de volta.

Um levantamento feito pelo ge.globo/ba mostra que em 17 finais estaduais de ida e volta entre Bahia e Vitória, o vencedor do primeiro jogo sempre saiu com o título.

O Bahia, portanto, vai em busca de obter um feito ainda não alcançado na história dos Ba-Vis.

Nessas 17 finais, o vencedor do Ba-Vi de ida só perdeu na volta em quatro ocasiões (1997, 1998, 2010 e 2016).

Em 2010, o Bahia perdeu a ida por 1 a 0, em Pituaçu, e venceu por 2 a 1 no Barradão, mas o rival tinha a vantagem dos ‘resultados iguais’, ficando com o título pelo saldo de gols na final.

Dessa vez, não existe mais esse tipo de vantagem.

Um triunfo tricolor por apenas um gol de diferença levará a decisão para os pênaltis. Para sair campeão no tempo normal, será preciso que o Bahia vença por pelo menos dois gols a mais. O rival tem a vantagem do empate ao seu favor.

Quer receber notícias do Bahia no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo exclusivo para notícias do Esquadrão!

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.



casas de apostas brasileiras