é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Brasileiro

Publicada em 14 de junho de 2022 às 21h03

Bahia leva gol no início e perde para a Chapecoense em casa

Esquadrão jogou com um a mais na maior parte do jogo e também teve jogador expulso na segunda etapa

Victor de Freitas

bahiaxchape22-1
Fonte: San Junior / EC Bahia

O Bahia recebeu a visita da Chapecoense e sofreu uma derrota por 1 a 0, na Arena Fonte Nova, em jogo válido pela 13ª rodada da Série B.

Com a primeira derrota em casa na Série B, o Esquadrão perde a chance de assumir a liderança neste início de rodada e permanece com 25 pontos, ainda podendo ser ultrapassado pelo Vasco.

A próxima partida será pela Copa do Brasil, na próxima quarta-feira (22), contra o Athletico Paranaense. Pela Série B, o Bahia só entrará em campo no sábado da semana que vem, dia 25, contra o Novorizontino. Os dois jogos serão em casa.

O JOGO

O início de jogo foi bastante movimentado para o lado adversário. Com apenas dois minutos, Tiago Real levantou bola na área e Chrystian cabeceou entre os defensores do Bahia, balançando as redes da Fonte Nova.

Já aos oito minutos, o Bahia ficou com um jogador a mais em campo devido à expulsão do centroavante Perotti, aos dez minutos, após uma longa análise no VAR por conta de um lance em que o jogador acertou o tornozelo de Ignácio com força excessiva.

Com vantagem numérica em campo, porém atrás no marcador, o Esquadrão só conseguiu entrar na área adversária aos 16 minutos, em um lançamento em profundidade para Rildo, que chutou por cima.

Já a Chapecoense, que tinha a vantagem no placar, adotava uma postura defensiva, aguardando os ataques do Bahia e tentando encaixar contra-ataques.

A melhor oportunidade tricolor antes do intervalo aconteceu somente aos 40 minutos, quando Rodallega aproveitou um cruzamento e cabeceou na trave. Mesmo com amplo domínio da posse de bola, o Esquadrão encontrou grandes dificuldades no primeiro tempo.

Insatisfeito com a postura ofensiva de sua equipe, Guto fez três mudanças no intervalo. Rezende, Luiz Henrique e Jacaré substituíram Ignácio, Djalma e Mugni, tornando a equipe mais ofensiva.

As modificações, de fato, empurraram o time tricolor para o setor ofensivo e mais oportunidades foram criadas desde os primeiros minutos do segundo tempo. Rezende, aos oito minutos, cabeceou no travessão.

Apesar de um início promissor na etapa final, o Bahia voltou a esbarrar na retranca alviverde, até que aos 20 minutos a partida voltou a ficar igual em número de jogadores no campo devido à expulsão de Patrick por dois cartões amarelos.

A expulsão mudou completamente o panorama da partida, que passou a ter um ritmo mais brigado no meio-campo e com a Chape conseguindo subir ao ataque mais vezes do que vinha fazendo. Pelo lado tricolor, o setor ofensivo seguia encontrando dificuldades para buscar o empate.

Por se lançar ao ataque buscando o empate a todo custo, o Bahia cedeu um enorme espaço para contra-ataque do adversário aos 37 minutos, que resultou em uma finalização perigosa dentro da grande área.

Já o Esquadrão chegou perto do empate mais uma vez aos 38 minutos, parando em uma grande defesa do goleiro Vagner após jogada individual e finalização de Rildo.

Na reta final da partida, o Bahia seguia presente no campo de ataque, mas de forma desesperada. O resultado foi de derrota.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.