é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Brasileiro

Publicada em 25 de julho de 2021 às 12h54

Bahia sofre com Hulk, perde por 3 a 0 e amplia sequência ruim

Esquadrão acumula terceira derrota consecutiva na temporada

Victor de Freitas

atleticoxbahia2
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia sofreu mais uma derrota no Campeonato Brasileiro. Pela 13ª rodada, a equipe tricolor visitou o Atlético Mineiro e perdeu por 3 a 0.

Com o terceiro revés consecutivo na Série A, o Esquadrão segue com 17 pontos, em oitavo lugar, mas ainda perder posições ao longo da rodada.

O próximo jogo será contra o mesmo Galo e também em Belo Horizonte, na quarta-feira (28), pela Copa do Brasil.

O JOGO

O início de jogo no Mineirão foi marcado por total domínio atleticano, que chegou a ter mais de 70% da posse de bola durante a etapa inicial. Aos 11 minutos, Matheus Teixeira ainda evitou o gol adversário com uma defesa espetacular em cobrança de falta feita por Nacho Fernández.

Pelo lado tricolor, a ideia principal era de encontrar espaços nas costas dos defensores atleticanos para emplacar contra-ataques. Rossi e Nino, pelas laterais, eram os mais acionados. Rodriguinho, pelo centro, também tentava levar a equipe à frente.

Apesar do início perigoso por parte do adversário, o Esquadrão conseguiu equilibrar as ações da partida ao longo da etapa inicial, chegando perto de igualar a posse de bola antes do intervalo.

A melhor oportunidade aconteceu aos 34 minutos, quando Rodriguinho levantou bola na área em cobrança de falta e Ligger cabeceou forte. Everson defendeu.

SEGUNDO TEMPO

No retorno para a segunda etapa, a equipe atleticana teve duas mudanças para tentar melhorar aspectos ofensivos, enquanto Dado manteve a formação.

Os primeiros minutos novamente tiveram o Atlético com mais presença no ataque e, desta vez, conseguiu abrir o placar. Aos 12 minutos, Hulk tabelou com Sasha, se livrou facilmente da marcação feita por Ligger e encobriu Matheus Teixeira.

Logo após levar gol, o técnico Dado Cavalcanti tentou a entrada de Galdezani no lugar de Lucas Araújo. A formação tática foi mantida, porém, ganhou em chegada ao ataque. Aos 25 minutos, o volante acertou um forte chute de fora da área e Everson defendeu.

Sem conseguir levar perigo ao time alvinegro com bola pelo chão ou em tentativas de cruzamentos na área, Dado fez duas alterações no setor ofensivo, aos 29 minutos. Saíram Rossi e Rodriguinho, entraram Ruiz e Maycon Douglas.

Pouco tempo após mexer no ataque, o Bahia sofreu o segundo gol. Hulk roubou bola de Jonas no campo ofensivo, armou um contra-ataque em velocidade e foi derrubado por Matheus Teixeira dentro da área. Pênalti para o Galo. O mesmo Hulk cobrou e converteu.

Totalmente entregue na reta final, o Tricolor só não levou o terceiro aos 44 minutos porque Matheus Teixeira evitou, em chute de Zaracho.

Porém, aos 45, o Galo definiu o placar em 3 a 0. Após escanteio cobrado por Hyoran, o goleiro Matheus desta vez não segurou, e a bola sobrou para Nathan balançra as redes.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.