é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Brasileiro

Publicada em 08 de setembro de 2021 às 16h21

CBF e 19 clubes definem data para possível volta do público; entenda

Flamengo é o único a não participar da reunião por ser contra à decisão dos demais clubes

Victor de Freitas

bolaseriea2
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Foi decidido por 19 clubes e pela CBF a continuidade da Série A do Brasileirão sem público nos estádios neste mês de setembro. No entanto, já existe um consenso entre as equipes e a Confederação Brasileira de Futebol para o possível retorno em outubro. O único que vai contra essa decisão é o Flamengo, que nem sequer participou da reunião desta quarta-feira (08).

Com o Flamengo de fora do encontro, por opção própria, os demais clubes da primeira divisão nacional também decidiram ingressar em conjunto com uma ação no STJD que visa derrubar a liminar que permite ao clube flamenguista ter jogos com público no Maracanã nas próximas rodadas deste mês.

Os 19 clubes estariam dispostos a solicitar a suspensão da Série A caso o direito de presença do público nos estádios não seja para todos, quando assim for possível.

Sendo assim, o entendimento da grande maioria é de que o retorno da torcida aos estádios só deve acontecer quando houver um consenso.

Possível data para retorno do público aos estádios

Já na tarde desta quarta, o Atlético Mineiro divulgou uma nota na qual revela que houve uma votação - e aprovação por unanimidade - do retorno do público aos estádios a partir da 23ª rodada, em outubro. Novamente, por não participar, só o Flamengo não votou.

A ideia vai depender, acima de tudo, do aval de governadores e prefeitos de todos os locais com estádios no Brasileirão.

"Os jogos poderão voltar a ter torcida a partir da 23a rodada, que acontecerá no início de outubro. Esse acordo está condicionado à permissão das autoridades locais, para que todos os clubes participantes da Série A tenham a mesma prerrogativa. Ou seja, a torcida poderá voltar desde que haja isonomia entre os clubes. Essa decisão foi aprovada de forma unânime: 19 votos a zero (exceto voto do Flamengo)", diz a nota do Galo.

Durante a reunião entre presidentes e a CBF, a postura do Flamengo ao querer “jogar sozinho” foi criticada, justamente em um momento em que uma liga nacional de clubes vem sendo debatida.

Uma nova reunião foi marcada para o final deste mês de setembro para tratar do mesmo assunto.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.