é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Brasileiro

Publicada em 19 de abril de 2023 às 17h11

Como manter o Bahia na elite do futebol brasileiro?

Da Redação

rbbxbahia23-2
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia está de volta à primeira divisão do futebol após uma única temporada na segundona. Além da mudança dentro de campo, o retorno também marca uma nova fase do Tricolor, agora comandado pelo Grupo City, que, por sua vez, promete uma gestão mais eficiente e com investimentos em futebol.

E boa parte dessa estratégia de crescimento ao longo dos próximos anos precisa da permanência do Bahia na primeira divisão. Porém, não vai ser nada fácil. E a partir disso fica a pergunta: como manter o time na elite?

O risco iminente de queda

O Grupo City precisa entender o efeito de gangorra que acontece no futebol brasileiro. Os dados indicam que a maior parte das equipes que sobem para a primeira divisão descem para a segunda em poucos anos. Por isso, é normal a desconfiança do mercado em cima dos times que ascendem da Série A.

E essa desconfiança pode ser notada por parâmetros como o mercado de betting. Nesse sentido, as principais casas de apostas do Brasil não colocam o Bahia nem entre os oito favoritos para a conquista do Campeonato Brasileiro. Porém, o time também não é dos mais cotados para o rebaixamento, mostrando que a mudança de gestão dá boas esperanças para os baianos.

Portanto, a nova SAF precisa entender algo importante no futebol brasileiro: os times do acesso são os principais candidatos à queda. Dessa maneira, o grande objetivo do Tricolor Baiano é manter-se na primeira divisão do futebol brasileiro. A organização e os investimentos no futebol devem ter o direcionamento de jogar contra o risco iminente de queda.

As principais fraquezas do Bahia

O time do Bahia começou o campeonato com derrota fora de casa para o Red Bull Bragantino, mostrando que a missão de ficar na elite será difícil. E a própria logística de viagens é um ponto complicado para os baianos, já que a maior parte dos confrontos acontecem na região sul e sudeste do país.

Além disso, uma possível classificação do time à próxima fase da Copa do Brasil vai pedir mais cuidados do português Renato Paiva para a gestão do elenco que precisa vencer os jogos do Campeonato Brasileiro, principalmente nos confrontos dentro de casa. Porém, o fato de não participar de nenhuma competição internacional pode dar mais fôlego aos baianos.

Apesar da conquista do Campeonato Baiano, o time do português sofreu bastante com goleadas para o Sport e para o Fortaleza, mostrando a fragilidade do sistema defensivo perante a adversários mais fortes. E essa deve ser a meta do treinador, lutando para encaixar o melhor jeito de jogar com 3 zagueiros.

As forças do time baiano

Para a disputa da primeira divisão, o Bahia investiu em alguns nomes, como Vitor Hugo, Ademir, Yago Felipe e Cauly, gastando milhões de reais com as chegadas. Já no fim da janela de transferências, a equipe anunciou a contratação de mais um atacante após o anúncio da aposentadoria de Ricardo Goulart.

Dessa maneira, o elenco apresenta algumas boas peças para o treinador português, como Danilo Fernandes, Kanu, Ademir e Everaldo. Além disso, o time tem uma mescla de veteranos e jovens, dando o fôlego que o comandante precisa para um torneio tão longo de 38 rodadas.

E o que fazer para não cair?

Como manda a cartilha do futebol brasileiro, o Bahia precisa pontuar o máximo possível dentro de casa. Vencer em seu próprio estádio e contar com um grande apoio da torcida é de vital importância no campeonato, já que a maior parte dos triunfos é dos mandantes. Portanto, perder pontos na Bahia pode ser muito prejudicial à campanha.

Já para os confrontos fora de casa, o treinador português precisa achar o equilíbrio defensivo. Arrumar a zaga e encaixar os três defensores em um esquema mais organizado é a maior meta de Renato Paiva. Somente com uma boa organização na retaguarda o time terá chance de pontuar fora de seus domínios.

Além disso, a diretoria do Bahia e os investidores precisam se preparar para a aquisição de reforços no meio do ano. Até a próxima janela, em junho, o campeonato pode levar a equipe a um caminho perigoso, exigindo que o time busque contratações para atingir novos patamares na temporada.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.



casas de apostas brasileiras