é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Feminino: Bahia precisa vencer favoritas para não depender de rivais

Notícia
Brasileiro
Publicada em 2 de junho de 2023 às 18:06 por Victor de Freitas

feminino2325
Fonte: Letícia Martins / EC Bahia

A reta decisiva do Brasileirão Feminino A-1 já chegou! E, faltando apenas dois jogos para o fim da primeira fase, o Bahia corre sérios riscos de rebaixamento logo em seu retorno à divisão de elite.

O panorama atual da competição tem o Bahia em 12º lugar, com 13 pontos.

O Atlético Mineiro é o 13º e está no Z-4 com 12 pontos ganhos. São 16 times na competição. Já o Athletico está em 14º lugar, com dez pontos, e segue na luta.

Dessa forma, o time tricolor ainda depende somente dos próprios resultados para não sofrer um novo rebaixamento.

Para isso, precisará acabar com a sequência ruim de cinco derrotas nos últimos seis jogos, e justamente contra duas equipes favoritas ao título.

Os jogos do Bahia serão contra Santos (5º colocado), fora, e Corinthians (líder), em casa.

o Atlético Mineiro enfrentará os dois piores times do campeonato, Real Ariquemes, em casa, e o Ceará, fora.

Por sua vez, o Athletico Paranaense terá jogos complicados contra Avaí, fora, e Palmeiras, em casa.

feminino13rodada2
Fonte: SofaScore (número de jogos, saldo de gols e pontuação)

Vindo de quatro derrotas consecutivas, o Bahia fará seu duelo contra o Santos na segunda-feira (5), fora de casa. Já o Galo atuará contra o Ariquemes no dia anterior.

 

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras