é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Brasileiro

Publicada em 26 de dezembro de 2023 às 18h12

Grupo árabe faz nova proposta para a Libra; saiba quanto o Bahia pode lucrar

Empresa árabe segue buscando fazer negócio com a liga da qual o Bahia faz parte

Da Redação

bolaseriea3
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

As negociações entre Mubadala e os presidentes dos clubes que compõe a Libra continuam agitando os bastidores do futebol nacional. Desta vez, o fundo de investimento dos Emirados Árabes apresentou uma nova proposta que garante um mínimo de R$ 1,4 bilhão para divisão entre as equipes.

Para seguir lutando para ingressar na liga brasileira, os árabes propõem a criação de uma agência que comandaria a venda dos direitos de transmissão do Brasileirão. A empresa seria uma propriedade dividida entre clubes e Mubadala, com 50% para cada.

Segundo publica Rodrigo Capelo, do ge.globo, a agência ganharia a exclusividade da comercialização dos direitos entre 2025 a 2049, garantindo uma renda mínima de R$ 1,4 bilhão por ano ao grupo.

Esse valor será dividido entre os clubes que fazem parte da Libra, desde que estejam na primeira divisão.

A proposta também garante aumentar a receita em caso de mais clubes da Libra na primeira divisão. Por exemplo, seriam R$ 1,5 bilhão em caso de dez equipes.

A garantia serve justamente para proteger os clubes. Como exemplo, a Libra hoje tem nove times na primeira divisão e, caso o Mubadala só consiga vender R$ 1,3 bilhão ou menos, no primeiro ciclo, seria obrigado a completar o valor até chegar ao montante mínimo.

O Mubadala também oferece a possibilidade de venda da parcela de direitos que cada clube possuirá referente à agência.

A empresa se disponibiliza a pagar até R$ 552 milhões para adquirir a parcela de cada clube.

Por exemplo, caso o Bahia queira vender sua parte na agência, receberia R$ 29,5 milhões em troca.

A título de comparação, o maior percentual na agência é do Flamengo, que pode lucrar R$ 94,9 milhões caso queira vender sua parte.

O Mubadala Capital tem Khaldoon Al Mubarak como CEO – ele é um dos fundadores do Grupo City –, e é uma subsidiária de gestão de ativos da Mubadala Investment Company, que provém do fundo soberano de Abu Dhabi.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.



casas de apostas brasileiras