é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Sem jogar desde abril, zagueiro ainda não estreou pelo Bahia na Série A

Notícia
Brasileiro
Publicada em 24 de setembro de 2023 às 10:39 por Victor de Freitas

mvictor4
Fonte: Divulgação / EC Bahia

Marcos Victor foi um dos primeiros reforços trazidos pelo Grupo City para a temporada de 2023. Aos 21 anos, o defensor iniciou a temporada ganhando oportunidades nas disputas regionais, mas uma lesão freou seu desenvolvimento na equipe.

Ao todo, o zagueiro ex-Ceará jogou 11 partidas pelo Bahia entre janeiro e o início de abril, inclusive sendo titular nas semifinais e finais do Campeonato Baiano, na época ganhando prestígio com o técnico Renato Paiva quando escalava três zagueiros.

Foram dois meses em tratamento de lesão no joelho, voltando a ficar disponível em junho, quando o Esquadrão já havia saído do sistema tático com três zagueiros.

O defensor sentou no banco de reservas em nove partidas sob o comando de Paiva, após se recuperar, mas não foi acionado nenhuma vez. Com Rogério Ceni, também foi opção como suplente nos dois jogos, mas também não estreou.

Sem jogar desde abril, quando se lesionou na final do Baiano, Marcos Victor aguarda para realizar seu primeiro jogo pelo Bahia na Série A.

Concorrência e treinamento em outra função

Em um elenco que ainda tem Kanu, Vitor Hugo, Raul Gustavo, Gabriel Xavier e David Duarte como zagueiros, a concorrência dificulta ainda mais a sua entrada no time.

Com seis zagueiros disponíveis no elenco, e utilizando só dois como titulares, o técnico Rogério Ceni passou a treinar o próprio Marcos Vitor e Raul Gustavo como volantes no CT.

A tentativa é de recuperar um jogador que está no fim e uma extensa fila de opções em seu setor de origem para possivelmente ganhar uma nova alternativa na posição de volantes, que tem poucos nomes de defesa.

Carreira no futebol cearense

Antes de chegar ao Bahia, Marcos Victor havia feito toda a sua carreira como atleta no futebol cearense.

Passou por Ferroviário e depois pelo Floresta nas divisões de base, onde também se profissionalizou, em 2020, e foi contratado pelo Ceará.

Na equipe alvinegra, passou por sub-20 e sub-23, chegando ao time principal na temporada passada e atraindo olhares do Bahia.

É válido destacar que em grande parte da sua trajetória no futebol cearense, Rogério Ceni treinava o Fortaleza e mantinha olhar para o que acontecia no estado.

Primeira experiência na Série A em 2022

Na temporada passada, o defensor teve sua primeira temporada como profissional, disputando seis partidas da Série A pelo Ceará.

Além disso, chegou a jogar também três partidas da Copa Sul-americana.

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras