é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Coluna

Manuelito Magalhães
Publicada em 22/11/2020 às 19h36

A Hora e a Vez da Linguiça

Na última sexta-feira o tricolor visitou a agradável estância climática de Bragança Paulista, também conhecida pela alcunha de “capital nacional da linguiça”, obviamente devido à produção dessa iguaria nacional. A fama da linguiça bragantina entre os amantes do futebol é tamanha que muitos atribuem ao Restaurante do Rosário, situado no próprio estádio do R.B. Bragantino, o título de campeão, produzindo o que se considera a melhor linguiça brasileira.

Ao entrar em campo contra o R. B. Bragantino, a dúvida que o Bahia deixou entre os seus torcedores foi uma só: o elenco visitou o Restaurante do Rosário antes do jogo, se empanturrando com a linguiça bragantina ou continuou a visitar o restaurante durante o jogo, em saidinhas camufladas? Afinal de contas, não teria outra explicação para se perder uma partida com apenas 20 incautos minutos de jogo.

Seja pelo efeito deletério da iguaria bragantina, seja pela escalação de um meio de campo pesado e lento, o fato é que o tricolor não foi páreo para a juventude e rapidez da equipe alvi-rubro-negra, ajudando a manter a escrita de não conseguir vencer o clube de Bragança Paulista, quando ali joga. Mais que isso, ficou o sabor amargo da goleada e a igualdade com o pior time do campeonato (Goiás), em termos de gols sofridos, além da constatação de que não conseguimos sequer incomodar a péssima defesa do R.B. Bragantino.

Fica ainda a preocupação com a sequência do campeonato brasileiro, já que perdemos Lucas Fonseca (por contusão e cartão amarelo), Gilberto e Anderson Martins (cartões amarelos) e contamos com Rodriguinho e Elias visivelmente sem condições físicas. Teremos dificuldades para montar a defesa, o meio-de-campo e o ataque e teremos que torcer (ou rezar, como queiram o leitor e a leitora) para Mano Menezes inventar pouco e fazer o feijão-com-arroz, sem linguiça, por favor, porque dessa estamos cheios!

Para ficarmos no exemplo gastronômico do dia, poderíamos repetir aqui, “enchendo linguiça”, que o time tricolor não se encontrou em campo ou que continua a apresentar falhas defensivas, mesmo após 16 jogos sob comando de Mano Menezes, em tese contratado exatamente para suprir esta deficiência na equipe baiana. Mas, a hora é de acreditar que o time inteiro - e não apenas o goleiro Douglas – tenha ficado “envergonhado” com a (falta de) exibição do elenco e vá á a campo, na partida da Sulamericana, disposto a apagar da memória do torcedor a sexta-feira, 20 de novembro de 2020. BBMP!!

Outras colunas
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.