é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Coluna

Caio Vasconcelos
Publicada em 05/08/2020 às 12h28

Minha Análise - Bahia 0 x 1 Ceará

Meus Amigos,

Na partida decisiva da Copa do Nordeste o Bahia foi novamente inoperante, sendo justamente derrotado pelo time do Ceará por 1-0, sendo vice campeão da Copa do Nordeste pela 5ª vez.

Antes da bola rolar, pelo placar obtido na primeira partida, esperava-se um Ceará com as linhas baixas, marcando no seu campo para sair em contra-ataque. Ledo engano. O que se viu foi um Ceará novamente marcando alto, pressionando a saída de bola e dificultando as ações do Bahia.

O Bahia nesta partida mais uma vez manteve o péssimo esquema de 2019, com dois pontas abertos (Élber na esquerda e Rossi na direita) e Rodriguinho tentando fazer a ligação pelo meio sozinho. Isso novamente se mostrou um erro gigante, pois o Bahia errou passes em demasia, não conseguia evoluir ofensivamente e passou a depender de lampejos de Élber e Rodriguinho.

O Bahia, mesmo precisando ganhar por 2 gols de diferença para levar o jogo para os pênaltis, só chutou uma bola dentro do gol durante a primeira parte, quando Fernandão arriscou da intermediária e deu trabalho à Fernando Prass. Um time sem alma, sem organização ofensiva, com muitos erros de passe, bolas para trás, tentativas infrutíferas de jogo pelos lados e pouca aproximação entre os atletas.

Na segunda parte, esperava-se uma mudança de postura, mas esta não ocorreu. A esdrúxula troca de Lucas Fonseca por Clayson e a troca de João Pedro por Nino pouco trouxe algo novo ao time. Pelo contrário. O time continuou na letargia de sempre, querendo impor um jogo de posse de bola sem eficácia, sem agredir a defesa adversária. Tanto que chutou mais 2 bolas ano gol e teve uma cabeçada de Fernandão. Muito pouco, mas muito pouco mesmo para um time que precisava virar um placar.

Em nova falha de Gregore, que não voltou bem após à Pandemia, este entregou a bola no pé do jogador alvinegro que foi ao fundo e cruzou para Cléber (aquele do Barbalha que teve gente aqui na Bahia menosprezando), definir, sem qualquer marcação de Juninho. 1-0 Ceará e o título assegurado e justo vencedor.

O Bahia de Roger Machado é o reflexo da administração do futebol de Guilherme Bellintani e Diego Cerri nestes 3 anos. Uma vergonha!!! Agora, vão lutar pelo baiano, que foi desvalorizado diversas vezes pelo seu Presidente.

Anderson - Não tem como manter este goleiro no elenco mais. Precisa repetir?
João Pedro - Partida pífia novamente.
LF - Até quando será titular indiscutível do Bahia.
Juninho - Novamente um gol com falha sua de posicionamento Até quando?.
Capixaba - Que partida ruim. Errou tudo que tentou.
Gregore - Não voltou bem. Precisa sair do time, repensar sua forma de contribuir com o time.
Flávio - Fez um jogo razoável. Mas pouco para quem precisa ganhar. Não chegou à frente em momento algum da partida. Limitou-se a primeira fase de construção.
Élber - Praticamente anulado durante todo o confronto, não conseguiu colaborar com o time. A boa fase passou.
Rossi - Uma atuação pobre. Correu muito e pouco produziu.
Rodriguinho - O único que merece elogios. Tentou dentro de suas possibilidades, arriscando inclusive se lesionar em alguns lances. O único com brio no jogo.
Fernandão - 1-0 para a bola. Tomou um passeio durante o jogo, sem conseguir dominar a pelota na maioria dos "confrontos".
Nino - Entrou e pouco produziu.
Marco Antônio - Entrou e pouco produziu.
Clayson - A PIOR contratação da gestão Bellintani, até pelo custo envolvido.
Roger Machado - Tenha dignidade e peça para ir embora.

Outras colunas
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.