é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Coluna

Djalma Gomes
Publicada em 12/06/2021 às 16h55

Respeite o Nordeste

Estou muito contente pelos resultados positivos dos clubes nordestinos na Copa do Brasil. Nasci na Bahia e no Nordeste por feliz consequência, graças a Deus. Já fui torcedor intenso da Seleção (...) brasileira e hoje nem assisto aos seus jogos. Até tento, mas o sono logo chega e nesse caso dou preferência ao meu corpo que precisa descansar sem a mente poluída pela "Seleção" composta por milionários jogadores que vivem e trabalham na Europa. Nesse caso acho que há um natural semi-descomprometimento e sendo assim não me inspiram confiança.

Tem mais, se os raros jogadores que atuam no Brasil e na Seleção (...) são preferencialmente do Sul e Sudeste -- e isto é histórico --, logo concluo que a possibilidade de convocação de um jogador atuando no Nordeste é muito próximo de zero. Aliás, o ex-jogador Pedrinho, hoje comentarista, foi de uma felicidade imensa quando disse que Nino Paraíba -- a quem ele classificou na mesma média dos cinco melhores laterais do Brasil -- só não teve grandes oportunidades porque se chama Nino Paraíba.

Pedrinho tem toda a razão na sua forma de definir o violento preconceito que há contra o povo do Nordeste -- Para o Sudeste, seja o nordestino de qualquer Estado desta região, é tratado como "Paraíba" em tom de achincalhe contra a inteligência deste mundo ensolarado. É uma tristeza saber que em pleno Século 21, com o Mundo globalizado, ainda existem pensamentos xenofóbicos tão medievais ao ponto da personificação do ódio.

-- O Brasil é a Pátria amada e o Nordeste é o berço dela. Infelizmente há asnos -- com todo respeito ao sagrado animal -- separatistas com complexo de superioridade e muito pobres de espírito e decência cívica.

Esse preâmbulo todo é para dizer do meu desapontamento com um vídeo no qual um radialista separatista cheio de ódio e de excessiva falta de educação, respeito e total ausência de caráter, com palavreado de baixo calão -- quando se tem clara intenção de ofender --, baixar completamente o nivel de um debate e verbalizar de peito aberto, bem ao seu modo do ser gente da pior linhagem, o seu ódio do tipo nazista.

A Democracia é uma instituição que visa a liberdade, principalmente a da livre expressão, mas que tem vários rabos... Em algum desses rabos está o direito de um sujeito qualquer extrapolar de forma pública os limites da ordem de todos os princípios éticos ofendendo um conjunto de regras básicas de moral e cívica.

O radialista conhecido como Domênico Gatto atacou estupidamente os clubes de futebol e a Liga do Nordeste denominando nossos clubes de LIXO e outros adjetivos rasteiros bem ao nível do caráter desse locutor meia boca que não só ofendeu aos jogadores como também ao povo nordestino. Fiquei impressionado com a estupidez desse sujeito mal educado, desinformado e infeliz na forma de escancarar suas frustrações pessoais que devem ser muitas e bem doloridas.

A resposta veio imediatamente com o futebol do Nordeste orgulhando seu povo, especialmente via ABC, CRB, Juazeirense e Vitória que desclassificaram clubes favoritos ao título da Copa do Brasil. Imagine leitor, um orçamento médio entre esses clubes aqui citados de 950 mil se sobrepor a mais de 1 bilhão em nivel de orçamentos representado por Inter, Palmeiras, Corinthians e Cruzeiro -- este atualmente é mais pela camisa.

Talvez o novo modelo de gestão em futebol que o Nordeste adotou e se tornou exemplo de organização, incluindo a competição regional de maior sucesso no Brasil que é a Copa do Nordeste, esteja causando reações xenofóbicas nesse radialista e em outros da meia banda podre que infelizmente contamina a imprensa brasileira.

O fato de ter somente 50% dos clubes nas oitavas de finais é meio que um pesadelo para os separatistas -- outra metade está no Nordeste com seis participantes e Centro-Oeste com dois. Não posso deixar passar em branco a tristeza de Goiás que também teve o Atlético Clube Goianiense taxado de lixo.

EPíLOGO

É com com um misto de indignação e revolta que ensino ao odioso e xenofóbico radialista Domênico Gatto que o Brasil começou na Bahia. O Esporte Clube Bahia é o primeiro campeão do Brasil da Era Pelé, primeiro clube brasileiro a participar da Libertadores da América e posteriormente Bi-Campeão do Brasil. No Nordeste nasceram Rui Barbosa, Castro Alves, Jorge Amado, Armando Costa de Oliveira, Rachel de Queiroz, Chico Anísio, Luis Gonzaga, Augusto Calheiros e Ferreira Gullar, dentre outras centenas de exponenciais personalidades.

Recentemente perdemos o nordestino Januário de Oliveira, radialista e narrador esportivo, criador dos bordões mais singulares em comunicação e respeito ao torcedor de todo o Brasil. A diferença entre Domênico e JANUÁRIO de OLIVEIRA é que Januário era ético, decente, inteligente e BRASILEIRO.

REFLEXÃO 

Respeite o Nordeste, sua cultura, seu povo e o futebol nordestino.

Outras colunas
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.