é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Copa do Brasil

Publicada em 12 de julho de 2022 às 22h26

Bahia perde chances, leva virada e está fora da Copa do Brasil

Esquadrão levou mais uma virada contra o Athletico

Victor de Freitas

capxbahia22
Fonte: Bruno Queiroz / EC Bahia

O Bahia está eliminado da Copa do Brasil 2022. Na Arena da Baixada, o Esquadrão até saiu em vantagem, mas cedeu a virada e terminou a partida com a derrota por 2 a 1.

Com o resultado, o Tricolor dá adeus ao torneio nacional de mata-mata com derrotas nos jogos de ida e volta pelo mesmo placar para a equipe paranaense, ambos de virada.

Eliminado da Copa do Brasil, o Bahia tem apenas a Série B no restante da temporada. O próximo jogo será no sábado (16), contra o Guarani, fora de casa.

O JOGO

Depois de uma derrota na ida, o Esquadrão foi a campo do adversário com a necessidade do triunfo para ter a chance de avançar às quartas de final. E o primeiro tempo foi amplamente dominado pelo Tricolor de Aço.

Com apenas quatro minutos de bola rolando, Davó acertou uma linda "puxeta" que não deu chances para o goleiro adversário. Um golaço que colocou o Bahia em vantagem no confronto.

O placar poderia ter ido para o intervalo ainda mais folgado para o Bahia. Gabriel Xavier, aos 12 minutos, perdeu uma chance incrível após cruzamento feito por Davó. Ele mandou por cima do travessão.

Diferentemente do jogo de ida, o Bahia não cedeu campo para o adversário após abrir o placar. Com uma escalação modificada e, principalmente, um esquema tático diferente, conseguiu conter as tentativas de ataque do time paranaense.

SEGUNDO TEMPO

Já na etapa complementar, o Bahia deu um grande susto no time rubro-negro logo no primeiro minuto de jogo. Atuado como ala, Matheus Bahia entrou na área e chutou forte, Bento espalmou. No rebote, o ala pela direita, André, chutou por cima.

O Athletico Paranaense, por sua vez, se lançava ao ataque com mais frequência do que na primeira etapa, mas seguia com dificuldades para furar a defesa tricolor.

Encontrando espaços no campo de ataque, o técnico Enderson Moreira apostou em mais velocidade para a equipe. Borel e Jacaré substituíram André e Raí como forma de manter o gás do time.

Em um contra-ataque puxado por Davó, o meia Daniel recebeu bola e ajeitou para Jacaré, que chutou por cima.

Tentando controlar a partida, o treinador tricolor colocou Zé Vitor e Marcelo Ryan em campo, tirando Gabriel Xavier e Davó.

Entretanto, o Athletico jogou um balde de água fria nos planos do Bahia. Aos 32 minutos, Terans cobrou escanteio e Erick, de pé esquerdo, desviou para empatar o jogo.

A partir daí, a partida mudou totalmente de forma. O Bahia precisou se lançar desesperadamente ao ataque e, para isso, Rodallega foi colocado em campo no lugar de Daniel. Mais jogadores de ataque, porém com menos criação no meio-campo. Na reta final, o Esquadrão tentou pressionar, mas não conseguiu fazer o gol que precisava.

E foi o Athletico quem balançou as redes novamente. Com o campo de defesa aberto, o Bahia cedeu um contra-ataque para o Athletico, que confirmou o triunfo por 2 a 1 com gol de Rômulo.

Após o apito final, a eliminação tricolor na Copa do Brasil foi confirmada.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.