é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Copa do Brasil

Publicada em 10 de maio de 2022 às 22h40

Bahia vence nos pênaltis e está nas oitavas da Copa do Brasil

Tricolor empatou no tempo normal e venceu por 4 a 3 nos pênaltis; Marcelo Ryan foi decisivo

Victor de Freitas

marcelor8
Fonte: Bruno Queiroz / EC Bahia

Foi suado, mas o Bahia está classificado para as oitavas da Copa do Brasil. Após um empate em 1 a 1 no tempo normal, o Esquadrão venceu por 4 a 3 na disputa por pênaltis.

O destaque fica para Marcelo Ryan, que marcou o gol de empate e converteu a cobrança decisiva para a classificação tricolor nas penalidades.

O próximo jogo da temporada será contra o Vasco, no domingo (15), fora de casa, pela sétima rodada da Série B.

Já o adversário tricolor nas oitavas da Copa do Brasil será definido por sorteio.

O JOGO

Precisando vencer para ficar com a vaga na próxima fase, o Tricolor iniciou a partida da pior maneira possível: levando gol aos dez minutos.

O volante Wenderson encontrou espaço para avançar na intermediária e acertou um forte chute. Danilo Fernandes não conseguiu espalmar e viu a bola balançar as redes, dando ainda mais contornos de tensão ao jogo.

Após levar um gol tão cedo, o Bahia demorou para se encontrar em campo, demonstrando nervosismo com a bola nos pés e, consequentemente, com dificuldades para criar jogadas.

Por sua vez, o Azuriz conseguia trocar passes no campo de ataque e chegou a acertar a trave tricolor em uma cobrança de falta.

Somente a partir dos 30 minutos foi que o Bahia ‘voltou para o jogo’. Matheus Davó teve duas oportunidades para balançar as redes, mas parou no goleiro. Em uma delas, perdeu de frente para o gol.

SEGUNDO TEMPO

Insatisfeito com a atuação ofensiva do Bahia, o técnico Guto Ferreira apostou na entrada de Marcelo Ryan ainda no intervalo, substituindo Vitor Jacaré.

Nos primeiros minutos, o ritmo seguiu semelhante ao que foi a primeira etapa, com o Esquadrão nervoso e parando na defesa do adversário. Por sua vez, o Azuriz por vezes dava trabalho quando subia ao ataque.

Outra mudança no setor ofensivo foi a entrada de Djalma, no lugar de Matheus Davó, revezando com Luiz Henrique na ponta esquerda. E foi o suplente quem criou a jogada para o empate.

Aos 23 minutos, Djalma driblou seu marcador na ponta esquerda e cruzou forte para a pequena área. O goleiro Caio falhou, não conseguindo encaixar, e Marcelo Ryan aproveitou a bola que sobrou em cima da linha para empurrar ao fundo das redes.

Com o empate no placar, o Bahia passou a ter mais presença no campo ofensivo, principalmente em jogadas pelas duas pontas, exercendo pressão na reta final.

Destaque na segunda etapa, Djalma fez o goleiro Caio trabalhar em duas finalizações perigosas aos 40 e aos 46 minutos, mas o arqueiro adversário espalmou nas duas ocasiões.

Apesar da pressão no final, o placar final foi de 1 a 1, o que levou a decisão para as penalidades.

Disputa de pênaltis

Daniel, Falcão, Djalma e Marcelo Ryan marcaram, enquanto Marco Antônio perdeu sua cobrança.

Em contrapartida, o goleiro Danilo Fernandes contou com a sorte duas cobranças que explodiram na trave e garantiram a classificação do Bahia.

O resultado final da disputa por pênaltis foi de 4 a 3 para o Bahia.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.