é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Divisões de Base

Publicada em 09 de setembro de 2021 às 10h12

Time titular sub-20 tem 9 jogadores com apenas um ano no Bahia

Somente dois jogadores chegaram a treinar no Fazendão, até 2019; mudança na metodologia de prospecção e qualidade da safra são alguns motivos

Victor de Freitas

sub2030
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

A formação de base no Bahia nos últimos anos vem sofrendo diversas mudanças e um forte impacto causado pela de tentar encontrar talentos pré-formados em outros clubes.

No atual elenco profissional tricolor, existem alguns jogadores que, de fato, atuaram no time sub-20 tricolor nos últimos dois anos, como Matheus Teixeira, Patrick e Matheus Bahia, como exemplos, mas todos eles chegaram já no fim da base, após passarem pela academia do Palmeiras.

Entre os profissionais, Juninho Capixaba é o único formado na base do Fazendão, mas está em sua segunda passagem no clube.

Já no time sub-20, o cenário cada vez mais segue a linha de busca por talentos com idade entre 17 a 20 anos fora do clube, preferencialmente nas divisões de base de times paulistas.

Junto com uma maioria de jogadores contratados recentemente, o sub-20 também possui atletas que passaram em categorias mais jovens no clube, é claro, como por exemplo promovidos do elenco sub-17, mas em número bastante inferior.

Sub-20 tricolor nas competições de 2021

Neste ano, o Bahia caiu na segunda fase da Copa do Brasil sub-20, logo após ter sido finalista da edição do ano passado.

No Campeonato Brasileiro, a equipe tricolor tem dois triunfos em 14 jogos, vem de derrota por 7 a 1 para o Corinthians, e ocupa a 18ª colocação.

Já no Baiano, garantiu vaga na final após eliminar o Jacuipense marcando apenas um gol nos acréscimos do jogo de volta e vencendo nos pênaltis por 2 a 1.

Time titular sub-20 tem 9 jogadores com menos de um ano no Bahia

Muito se fala sobre uso da divisão de base para formar jogadores e descobrir atletas com potencial. No atual time titular do sub-20 tricolor, o caminho tem sido o mercado.

A prova disso é que apenas dois jogadores da equipe titular na semifinal do Baiano sub-20 chegaram a treinar com o Bahia no Fazendão, onde o clube permaneceu até dezembro de 2019.

Todos os outros nove atletas titulares possuem menos de um ano de clube.

Isso porque, a maioria deles chegou ao Esquadrão neste ano, rapidamente ganhando espaço de atletas com mais tempo de casa. Um exemplo é o goleiro Gabriel Souza, convocado por diversas vezes para seleções de base, mas vê vários goleiros serem contratados.

O time titular do sub-20 do Bahia:

Goleiro:
Pedro Henz, 18 anos, chegou em julho/2021
Ex-Botafogo

Lateral-direito:
Allan Aniz, 18 anos, formado pelo Bahia

Zagueiro:
Pedro Fabiano, 19 anos, chegou em setembro/2020
Ex-Palmeiras

Zagueiro:
Guilherme, 20 anos, chegou em junho/2021
Ex-Atlético Goianiense, Joinville e Atlético Mineiro

Lateral-esquerdo:
Ryan, 19 anos, chegou em setembro/2020
Ex-São Paulo e Ponte Preta

Volante:
Domingos, 20 anos, chegou em março/2021
Ex-Figueirense e São José-SP

Volante/meia:
Hiago Bagarolo, 19 anos, chegou em 2019
Ex-Palmeiras

Meia:
João Vitor, 18 anos, chegou em outubro/2020
ex-Brusque, Avaí, Joinville e Juventus de Jaraguá-SC

Meia-atacante:
Choco, 20 anos, chegou em agosto/2021
Ex-Novo Hamburgo, Alverca-POR e Cruzeiro

Meia-atacante:
Robert, 18 anos, chegou em maio/2021
Ex-Palmeiras

Atacante:
Everton, 19 anos, chegou em março/2021
Ex-Grêmio Novorizontino

Apenas Allan Aniz e João Vitor achegaram a jogar pelo Bahia em uma competição sub-17. O segundo, quando chegou ao clube tinha 17 anos e participou de alguns jogos no time juvenil.

O técnico é Eduardo Guadagnucci, que comanda a equipe sub-20 desde agosto de 2020 após inicialmente passar pelo time sub-15 tricolor.

Jogadores em fim de ciclo de base, formados pelo Bahia, hoje são raros no clube

Nesse ano, a diretoria também falou em mudança de estratégia na base, por dar espaço a jogadores mais jovens em categorias mais altas. Por exemplo, atletas do sub-17 no sub-20 e aqueles com idade avançada no sub-20 subindo ao time de transição.

Quando olhamos para o time sub-23, que é onde supostamente os atletas formados no clube, ainda na época do Fazendão, teoricamente deveriam estar, o número continua bastante pequeno.

Douglas Borel (2002), Caio Mello (99), Jeferson Douglas (2001) e Marcelo Ryan (2002) são os únicos que fizeram parte de categorias mais jovens do Bahia, no antigo CT, sendo que o último citado foi contratado junto ao Confiança em 2019, mas inicialmente atuou no time sub-17.

Já Mayk (1999), foi contratado pelo Esquadrão em 2018 após já ter estreado profissionalmente no América Mineiro.

Fora esses citados, todos os outros atletas do elenco sub-23 foram contratados entre 2020 e 2021, com idades entre 19 a 24 anos (caso de Raniele). Muitos deles por empréstimo, com a possibilidade de um investimento maior ao fim do contrato, e outros livres no mercado.

Ou seja, são pouquíssimos os jogadores das gerações 99, 2000 e até 2001 formados exclusivamente pelo Bahia que continuam no clube.

Entre os que foram negociados recentemente, estão Júnior Brumado (1999) e Eric Ramires (2000), atualmente emprestado ao Red Bull Bragantino.

Caíque (2000) e Saldanha (1999) foram dois atletas contratados em 2018, primeiramente por empréstimo e em seguida em definitivo, antes de serem negociados.

 

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.