é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

‘A briga sempre foi para não cair’, diz Paiva sobre o Bahia em 2023

Notícia
Entrevista
Publicada em 2 de julho de 2023 às 10:38 por Victor de Freitas

paiva68
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia saiu de campo derrotado pela sétima vez em 13 rodadas disputadas no Campeonato Brasileiro. Com a competição em andamento, e o Bahia com apenas um ponto à frente do Z-4, o técnico Renato Paiva relata que a briga sempre foi para não cair.

Em entrevista pós-derrota para o Grêmio, Paiva afirmou que todo time que sobe de divisão primeiramente briga para não cair. Porém, sem levar em consideração o fato de que aproximadamente R$ 100 milhões foram investidos.

“A briga foi sempre para não cair. Isso vale para toda a equipe que sobe da segunda divisão”, disse Paiva.

Ele cita o Grêmio como um “caso raro” de time promovido e consegue se ajustar na elite em seu primeiro ano, também sem levar em conta o contexto histórico dos clubes, tanto do Bahia, como do próprio clube gaúcho.

“Há casos raros de equipes que se ajustam bem como o Grêmio. Vamos lutar, primeiramente, para nos manter”.

Enquanto entende que o Grêmio é um caso à parte, Paiva vê o Vasco como exemplo mais próximo da realidade do Bahia é. O clube carioca gastou acima de R$ 100 milhões em contratações, e está sendo criticado pelo futebol abaixo do que era esperado.

“Olha o exemplo do Vasco. Comprometo-me a trabalhar com muita dedicação para chegar à boa performance e conquistar os objetivos”, finalizou Renato Paiva.

Enquanto o Bahia tem 12 pontos e está em 15º lugar, o Grêmio é o vice-líder do campeonato, com 26 pontos conquistados.

Comparando com outros times que subiram em 2022, o Cruzeiro tem 18 pontos e está em 12º lugar, enquanto o Vasco, que ainda joga nessa rodada, tem apenas nove pontos, em 18º.

Maior pontuação do Bahia nos pontos corridos foi em 2017

O Bahia só conseguiu chegar aos 50 pontos no Brasileirão, na era dos pontos corridos, em uma edição até então. E foi em 2017.

Na ocasião, a equipe tricolor vinha de dois anos na Série B, com um investimento mínimo enquanto tentava se reestruturar nos setores administrativo e financeiro, poucos anos após ter passado por uma intervenção que mudou os rumos do clube.

Na edição de 2017, o Esquadrão terminou em 12º lugar, com 50 pontos, em seu primeiro ano após ter conseguido o acesso.

Botafogo em 2021 e Red Bull Bragantino em 2020

São outros exemplos de equipes que já subiram conseguindo se ajustar.

No ano passado, o Botafogo estava em seu primeiro ano como SAF, logo após subir de divisão, e somou 53 pontos, passando longe da disputa contra o rebaixamento ao terminar em 11º lugar.

Já em 2020, o Red Bull Bragantino, mais um com investimento pesado em seu primeiro ano de Série A, também somou 53 pontos e terminou em 10º lugar, ainda mais distante do Z-4.

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras