é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Após críticas, Everaldo vive boa fase e vê Bahia como protagonista na Série A

Notícia
Entrevista
Publicada em 11 de maio de 2024 às 09:19 por Victor de Freitas
Atacante afirma que objetivo tricolor em 2024 é de se manter como protagonista até o fim
everaldo
Foto: Letícia Martins / EC Bahia

Após um primeiro trimestre sob críticas, revezando entre a titularidade e a reserva, Everaldo assumiu a artilharia da Série A com gols decisivos nos últimos jogos.

Em boa fase, junto com todo o time tricolor, o centroavante vê o Bahia na segunda posição do Campeonato Brasileiro e garante que não é por acaso. Para ele, o Esquadrão tem possibilidade, sim, de ser protagonista na competição nacional.

Em entrevista ao ge.globo, Everaldo afirma que o objetivo traçado para o Bahia nesse ano é de lutar por posições altas.

“Com certeza (Bahia será protagonista), e estamos demonstrando isso. Ganhamos do Fluminense, campeão da Libertadores no ano passado. Batemos o Botafogo fora de casa, que foi bem também e é um grande time. Contra o Inter, perdemos mais por erros nossos do que por mérito do Internacional. E nosso objetivo é esse, ser protagonistas do Campeonato Brasileiro, estamos fazendo por merecer. Quem disse que a gente não pode? Podemos sim. É fruto do nosso trabalho no dia-a-dia e da sincronia em campo”.

Individualmente falando, o atacante diz que as críticas “vazias” não o atingem, somente quando a crítica tem argumento sólido.

“O que chateia são as críticas vazias, isso não ajuda em nada, não me faz melhorar em nada. Agora se você chegar com argumentos e fizer uma crítica construtiva é diferente. Muitas vezes as pessoas vinham com críticas vazias e eu não dava importância, mas quando a pessoa vinha com uma crítica construtiva eu dava atenção”.

Para o atacante, é normal que a torcida “escolha” o centroavante para fazer críticas quando os resultados não aparecem, como ocorreu durante o ano de 2023.

“Com certeza, porque às vezes a torcida olha muito o resultado, não vê o olhar tático do jogo. É o que o jogador tem, treinador tem, comissão tem. O torcedor não, o Everaldo é o 9, o centroavante, tem que fazer gol. E, infelizmente, ano passado aconteceram algumas coisas que não possibilitou. Fiz bastante gols, mas era para ter feito mais, mas por outras circunstâncias não aconteceram. Só que esse ano é um ano diferente, ano passado já passou. Foi o ano zero, foi o momento onde o clube se reestruturou, time, tudo, enfim. Tudo que se refere ao Bahia. Mudou muita coisa. Foi um ano difícil, não só para mim, para todo mundo, mas passou”.

Sobre o que mudou em 2024, Everaldo acredita que o trabalho feito desde a pré-temporada com a comissão técnica vem surtindo efeito em campo.

“Esse ano está sendo um ano muito bom, a gente está colhendo o que plantou tanto no ano passado, temos um time-base e vamos assimilando o que o professor Rogério vem nos passando desde o começo da pré-temporada. A gente demorou um pouco para pegar o que ele queria, mas agora se vê dentro dos 90 minutos que a gente está conseguindo fazer o que ele quer, pelo menos na maior parte do tempo. Estou muito feliz por isso, feliz pelo meu momento, pelo momento do clube, do grupo também. A gente sabe que é difícil, cada vez vai ser mais difícil. Falei esses dias no vestiário, antes do jogo, que cada vez vai ser mais difícil porque a gente vai ser um time a ser batido. Então, cabeça no lugar, foco no trabalho e pensar positivo, demonstrar que a gente pode ser protagonista do campeonato”.

Para seguir na parte alta da classificação, o Bahia vai receber o Red Bull Bragantino neste domingo (12), na Arena Fonte Nova.

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras