é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 19 de novembro de 2022 às 11h29

Auxiliar, Bruno Lopes quer seguir no Bahia: 'apaixonado pelo clube'

Profissional português está no Bahia desde 2021 e deseja seguir trabalhando no clube no próximo ano

Victor de Freitas

bruno8
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Após chegar ao clube para trabalhar no time sub-23, Bruno Lopes foi o auxiliar técnico da comissão fixa do Bahia ao longo de todo o ano de 2022. Com o fim da temporada, e as dúvidas sobre como o time tricolor será montado para 2023, o profissional garante que o seu objetivo é de seguir no Esquadrão.

Em um bate-papo com o canal Jogo Direto, no Youtube, o auxiliar tricolor contou sobre seu estilo de jogo, futuro e avaliou a chegada do Grupo City ao Tricolor como um passo importante para o futuro do clube.

“Será uma oportunidade muito grande para evoluir, aprender, trocar ideias. Acho que é uma oportunidade muito importante para o futuro do Bahia”.

Quer continuar no Bahia em 2023

O português falou sobre como se vê no futuro, se declarou ao Bahia e principalmente à torcida tricolor, ressaltando também estar identificado não só com o clube, mas com toda a cultura nordestina.

“Da minha parte, eu gosto muito do Bahia. Adoro a cidade, o clube, aquilo é um ambiente diferente. Quando chegar na Fonte Nova, quando os jogadores vestem a camisa tricolor nunca mais tiram, eles começam a amar o clube, sentir o amor e a vibração pelo clube. Eu estou muito feliz no clube. Me sinto muito bem, todos me trataram muito bem.

Bruno garante que aceita permanecer no Esquadrão mesmo que não seja mais em um cargo fixo na comissão técnica do time principal.

O clube tem condições muito boas e o meu futuro na minha cabeça hoje passa pela minha continuidade no Bahia. Seja como auxiliar da casa, treinador do sub-23, onde acharem que eu posso ser útil, onde acharem que as minhas qualidades possam ser importantes para o desenvolvimento do clube. Como o clube achar, no profissional ou sub-23, mas o meu futuro em diante eu gostaria que passaria por isso. Esse é o meu desejo. Depois, como todos os técnicos jovens têm essa ambição, que é treinar em uma Série A ou campeonato profissional fora”.

“Eu sempre pensei em chegar no mais alto possível. Se o mais alto for ser auxiliar do Bahia, está fantástico. Se o mais alto for treinar o Real Madrid na final da Champions, também. Ou se o mais alto for treinar o Bahia em uma final de Libertadores, está maravilhoso. Eu trabalho sempre para melhorar a cada dia para quando as oportunidades chegarem eu esteja preparado a elas.

Identificação com o clube e a região nordestina

Neste momento a minha preferência é o Bahia. Como eu disse, sou apaixonado pelo clube e pela torcida. Gosto de estar ali. Além de tudo, eu me vejo na cidade, nas pessoas da cidade e no povo nordestino, naquela capacidade de luta, resiliência, na luta de provar que sempre são bons. Às vezes o nordestino é um pouco descriminado. Eu me vejo muito nessa luta, nessa garra, nesse querer. Me identifico com isso”.

Bruno Lopes treinou o time de transição no Brasileiro de Aspirantes de 2021. Neste ano, treinou a equipe em uma rodada do Baianão e atuou como auxiliar da comissão técnica fixa do clube com Guto Ferreira, Enderson Moreira e Eduardo Barroca.

Assista à entrevista completa (a partir de 56:00 fala sobre continuar no Bahia):

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.