é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 18 de novembro de 2021 às 10h19

Bahia notifica Globo para retratação sobre caso contra Ramírez

Esporte Espetacular mostrou matéria na qual cita Bahia em suposto ato de racismo contra Gerson, o que ficou comprovado não ter acontecido

Da Redação

O Bahia notificou judicialmente a Rede Globo para a correção de uma informação na qual cita o caso envolvendo a acusação infundada do meia Gerson, contra Índio Ramírez, sem relatar o resultado final da investigação.

Em sua edição do último domingo (14), o Esporte Espetacular, da Rede Globo, mostrou uma reportagem citando casos de racismo no futebol. Dentre eles, a acusação do meia Gerson de que Ramírez teria sido racista em jogo disputado em dezembro de 2020.

Após investigação que durou dois meses, foi constatado que não houve nenhum tipo de ação racista por parte do atleta colombiano. Gerson, inclusive, nem sequer apareceu no dia de prestar depoimento para o STJD, fechando completamente o caso.

Os fatos finais do caso, que concluíram que a acusação não teve nenhum fundamento, não foram mostrados pelo programa da manhã de domingo na Globo.

Perguntado pelo ecbahia.com sobre o caso, o presidente Guilherme Bellintani garantiu que já tomou medidas judiciais para que a Globo corrija a informação inverídica que ligou o Bahia a um caso de racismo.

A resposta ao Esporte Espetacular está sendo dada sob o ponto de vista jurídico. O Bahia já notificou a Rede Globo para que se corrija a informação passada no sentido de que houve racismo naquele caso", afirmou o presidente do Bahia.

"Depois de toda a investigação e tudo o que foi discutido, inclusive o Bahia apoiando toda a investigação. Eu, muitas vezes criticado, porque considerei fortemente a voz da vítima, como sempre deve ser na minha opinião, mas depois que tudo foi apurado e nada foi identificado e comprovado contra nosso atleta, infelizmente a Rede Globo ainda insistiu em colocar o Bahia em um caso de racismo. O que não é verdade. Nós já notificamos judicialmente para que corrija essa informação".

Bellintani também reafirma a postura de luta contra o racismo que o Esporte Clube Bahia assumiu nos últimos anos. Porém, também garante que defenderá a instituição em casos de injustiças, como a que ocorreu com Ramírez.

Isso não nos afasta, não diminui nossa luta da causa antirracista. O Bahia é um dos clubes que mais têm se movimentado no Brasil para a causa antirracista. O Bahia foi o precursor entre todos os clubes do Brasil com o Novembro Negro e vamos seguir assim fortemente. Mas ter essa atuação não nos afasta também de defender o clube e o nosso atleta quando houver alguma injustiça a ele”, concluiu o dirigente tricolor.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.