é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Bellintani comenta ano do City no Bahia e diz não ter se envolvido em escolhas

Notícia
Entrevista
Publicada em 16 de dezembro de 2023 às 12:46 por Victor de Freitas

diretoriasaf2
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Guilherme Bellintani saiu de cena no futebol tricolor junto com a aprovação da proposta de SAF enviada pelo Grupo City. Desde então, passou a atuar apenas nos bastidores do clube sem poder de decisão.

Voltando aos holofotes após a eleição para o seu sucessor no cargo de presidente da associação, em entrevista ao SMB Cast, Bellintani comentou sobre como viu o trabalho do Grupo City em 2023 e os erros cometidos que deixaram o Esquadrão a um ponto da zona de rebaixamento.

Para o agora presidente tricolor de 2018 a 2023, o problema foi de aprendizado do Grupo na chegada ao futebol brasileiro, citando a demora para a demissão de Renato Paiva como uma das razões para o desempenho abaixo do esperado.

“Eu não acho que o problema tenha sido de investimento, mas sim de processo, de entendimento. Eles esperavam que o treinador tivesse um resultado melhor do que teve. E tem uma lógica do Grupo, que é de evitar o desligamento do treinador no meio da temporada. Mas eu vou dar minha opinião agora. Eu falei isso a eles. Quando era pedido, dei minha opinião. Eu não batia na porta para dar minha opinião. Só falava que estava lá e fui várias vezes provocado a dar minha opinião porque o City quer aprender e sabe aprender. Sabe que tem muito a ensinar, mas também muito a aprender”.

“Eu falei que a lógica de um treinador passar toda a temporada serve para um treinador que trouxe resultados vencedores em outras temporadas, que já convenceu, com peso. Falei: ‘meu amigo, é claro que tem uma coisa errada aqui’. Projetando os resultados de Rogério Ceni, o Bahia ficaria em décimo. Mostra que não foi só erros de investimentos. Teve jogadores que decepcionaram e outros que surpreenderam. Se projeta Rogério Ceni no resto do campeonato e o Bahia termina em décimo, seria um excelente começo”.

Sobre chegadas e saídas de profissionais em cargos diretoria, comissão técnica ou para o elenco, Bellintani garante não ter se envolvido em nenhum processo de escolha.

Eu não me envolvi em nenhuma escolha, zero”.

Guilherme Bellintani deixa o Bahia após seis anos de atuação como presidente do clube, tendo Emerson Ferretti como seu sucessor na cadeira.

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras