é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 29 de março de 2021 às 14h17

Bellintani elogia Dado e aposta no técnico para o Brasileirão

Presidente diz estar satisfeito com trabalho do treinador

Victor de Freitas

2020-12-24-09-53_capadiretoria21
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Dado Cavalcanti está no comando técnico do Bahia desde dezembro de 2020, quando assumiu a equipe após o fiasco da passagem de Mano Menezes pelo clube. Como treinador tricolor, ajudou na manutenção do time na elite do futebol brasileiro e vem iniciando a temporada de 2021.

Com a nova regra imposta após votação entre os próprios clubes, ficou definido que cada agremiação só poderá demitir um técnico ao longo de todo o Campeonato Brasileiro. Assim, questionamentos surgiram sobre o futuro de Dado no Esquadrão.

Afinal, será que o técnico vai ser demitido antes da Série A? Segundo o presidente Guilherme Bellintani, a ideia é de apostar na permanência do atual treinador para o Brasileirão.

Em entrevista à TV Aratu, Bellintani garante atualmente não pensar em outra hipótese que não seja de continuar com Dado Cavalcanti para a disputa do Brasileirão.

“Claro. A gente aposta no treinador e quando se tem um treinador, não se pensa em tirá-lo. Então, não existe isso (de pensar em demiti-lo). Dado tem feito um bom trabalho, ainda sofrendo nesse começo de temporada justamente pela ausência de peças, de alternativas. A gente vê que o nosso banco de reservas é ainda muito aquém do que a gente quer e do que a gente precisa, em nível técnico, em número de opções para o treinador. Sabemos disso. Também são jogadores jovens que estão começando e precisam ter oportunidades. Mas a gente sabe que o treinador também vai crescendo com o time a partir de quando os novos reforços forem chegando”.

O presidente do Esquadrão também demonstra estar satisfeito com o desempenho de Dado à frente da equipe principal tricolor, relatando como principal ponto positivo a sequência que o Bahia conseguiu para permanecer na Série A.

“Dado conseguiu uma sequência no time, inclusive em aproveitamento, que a gente não estava tendo e estávamos precisando. Lembrando que este mesmo time perdeu oito seguidas no Campeonato Brasileiro. E foi um time que quando Dado chegou, ajeitou”, explicou o dirigente tricolor.

Sobre a nova regra, Bellintani explicou novamente sua posição de ter votado contra.

“O posicionamento do Bahia não tem nada a ver com Dado Cavalcanti e sequer tem relação com a divergência conceitual com a restrição de dois treinadores no Brasileirão. O posicionamento do Bahia e de outros oito clubes foi contra que essa decisão fosse tomada de forma isolada. No ano passado, todos os clubes aprovaram de forma unânime o fair play financeiro. O que seria isso? É uma norma que vem da CBF para os clubes, que proíbe clubes de contratarem sem dinheiro para pagar o clube de origem e o salário do jogador. Portanto, o clube perderia pontos e tomaria punições a partir de atrasos salariais e não cumprimento de compromissos já em 2021. Votamos isso no ano passado e neste ano simplesmente foi esquecido. Então, nosso voto foi de protesto. Se quiserem fazer mudanças, que não façam de forma pontual como essa da mudança de treinador e ficar bonito na mídia, parecendo que é uma decisão moderna e que não trará melhorias reais no futebol brasileiro”.

No comando do Bahia, Dado acumula sete triunfos, cinco empates e seis derrotas em 18 partidas.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.