é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 16 de fevereiro de 2021 às 10h06

Bellintani projeta vendas em 2021 e admite perder atletas importantes

Clube planeja arrecadar mais do que os R$ 20 milhões que conseguiu com vendas em 2020

Victor de Freitas

bellintani51
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

A Diretoria Executiva divulgou quais são seus planos de gestão, junto ao orçamento previsto para 2021, tendo Série A e Série B como cenários possíveis para a próxima temporada. Apesar de a maioria dos números serem bastante diferentes em termos de projeção, o lucro estimado com vendas de jogadores é igual para os dois casos.

O presidente Guilherme Bellintani garante ver como plausível a projeção de obter lucro de R$ 25 milhões apenas com vendas de atletas ao longo do ano de 2021.

Ou seja, o valor projetado para ser arrecadado com vendas é uma parcela importante dos orçamentos para Série A (R$ 171 milhões), mas principalmente em caso de rebaixamento para a Série B (R$ 108 milhões).

Durante a reunião com o Conselho Deliberativo, Bellintani afirmou estar seguro da projeção feita e que admite a necessidade de vender jogadores considerados como importantes par ao clube.

"Eu estou muito seguro da projeção de 25 milhões. Naturalmente vendendo atletas importantes para o elenco, cortar da própria carne. Não vamos conseguir atingir vendas significativa se não forem atletas importantes para nós, falou o presidente.

Para afirmar com segurança o valor que projeta em negociações de atletas, Bellintani se apega às receitas obtidas nos anos anteriores, quando conseguiu com vendas: R$ 18,3 milhões em 2018; R$ 44,9 milhões em 2019; e R$ 20,7 milhões em 2020.

Entretanto, o presidente também ressalta a importância de conseguir repor os atletas que certamente sairão do elenco.

Nosso histórico de vendas superou isso (R$ 25 milhões) e superou vendendo atletas importantes. Temos que ter capacidade de reposição desses atletas", complementa Bellintani.

Ao longo de 2020, Gregore e Gilberto foram alvos de inúmeras sondagens de times brasileiros e até de propostas oficiais de clubes estrangeiros. Os dois possuem contrato com o Esquadrão para 2021.

Já Eric Ramires está emprestado ao Red Bull Bragantino até o fim deste ano, com opção de compra pelo clube paulista de R$ 12 milhões.

O clube também pretende seguir conseguindo vender atletas jovens diretamente para o mercado europeu e asiático, assim como tem conseguido nos últimos anos, sobretudo pelas vendas de Rodrigo Becão para a Itália; Júnior Brumado e Paulinho para a Dinamarca; Flávio para a Turquia; Gustavo para a Coreia do Sul; e Caíque para o mercado árabe.

Mas, atualmente, não há nenhuma proposta na mesa da diretoria do Bahia.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.