é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 07 de outubro de 2021 às 08h54

Bellintani vê elenco limitado, mas acredita em evolução com Guto

'Tenho a expectativa de que o novo treinador mexa com ânimo, organize taticamente', diz o presidente tricolor

Victor de Freitas

bellintani65
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O presidente Guilherme Bellintani concedeu entrevista ao aplicativo Sócio Digital nesta última quarta-feira (06), logo após o anúncio da saída do técnico Diego Dabove, demitido por maus resultados e um trabalho considerado como ruim.

Na entrevista concedida a dois jornalistas que cobrem o clube, Bellintani foi questionado sobre o elenco montado para a temporada de 2021. Em um momento, ele admitiu incômodo por não saber qual é o time titular do Bahia nesta altura do ano após seis jogos com Diego Dabove no comando.

“A gente não consegue escalar nosso time titular, e isso é muito grave, muito ruim. Espero que, daqui a duas ou três partidas, o torcedor possa escalar o nosso time titular de cabeça”.

Na sequência de sua análise sobre o elenco montado para a temporada, o presidente tricolor admitiu que o grupo é limitado, mas que foi montado dentro das possibilidades financeiras do clube para 2021.

A entrevista foi dada poucos momentos antes do anúncio de Guto Ferreira como novo técnico, mas as negociações já estavam concretizadas.

Acho o elenco limitado, mas ele é condizente com o investimento que tivemos condição de fazer. Mas estamos numa posição da tabela abaixo do nível técnico do nosso elenco”.

Mesmo sem citar o nome do novo treinador do Bahia na entrevista, Bellintani afirmou que espera por um desempenho melhor após a troca de comando, por acreditar que o elenco pode dar mais.

O treinador tem que buscar o lugar em que nosso elenco tem que estar, que é, no mínimo, meio de tabela. A busca por um novo treinador é para que ele consiga colocar o nosso elenco num nível mais próximo do patamar que ele tem. A questão de equilíbrio mental... Quando o Bahia toma um gol, os jogadores baixam a cabeça. Isso não é resultado de culpas individuais, mas de formação coletiva. Tenho a expectativa de que o novo treinador mexa com ânimo, organize taticamente, consiga ter performance para permanecer na Série A, que infelizmente é nosso objetivo. Reconhecer esse objetivo é fundamental para que a gente o alcance”.

Guto Ferreira foi anunciado como técnico do Bahia até o final de 2021.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.