é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 10 de novembro de 2022 às 15h00

Bobô reafirma suas críticas à gestão Bellintani no Bahia

Bobô volta a criticar gestão de futebol de Guilherme Bellintani e opina sobre quem foi o melhor presidente do Bahia

Victor de Freitas

bobopodcast
Fonte: Reprodução / Youtube

O ex-jogador, ex-técnico e campeão de 88 com o Esquadrão, Bobô, mantém o vínculo com o Bahia com sua torcida e também com opiniões relacionadas à política do clube.

Nesta última quarta (6), o ídolo tricolor falou em entrevista ao “Bargunça Podcast” e reforçou as críticas que já vem fazendo à gestão Bellintani nos últimos anos.

Bobô afirmou, dessa vez, que teve um encontro com o dirigente tricolor recentemente.

“Eu chamaria o Bellintani para tomar um chope, até para discutir futebol. Para ele ouvir um pouquinho. Tudo na vida é conversado... Eu apoiei Bellintani na presidência do Bahia, fiz campanha. Depois percebi que ele tem um problema de não gostar de críticas, processou João (Marcelo). Tive oportunidade de conversar com ele e ele se queixou de mim", disse o ex-atleta e deputado estadual reeleito em 2022.

Quanto às críticas, o camisa 8 do bicampeonato reafirmou que Bellintani cometeu erros na gestão de futebol.

"Depois pedi para que ele retirasse o processo de João Marcelo... Falaria um pouco do Bahia, dos erros que ele cometeu nas duas primeiras temporadas. Erros bisonhos, contratações equivocadas”.

Presidentes anteriores do Bahia

Para Bobô, Paulo Maracajá é o maior presidente da história tricolor.

“Esse é o maior vencedor da história do futebol baiano e do Bahia. Quando o cara é vencedor, não temos que falar muita coisa. Só temos que enaltecer enquanto está vivo. É o maior presidente da história do Bahia disparado. Uma figura espetacular”.

Por outro lado, também criticou o trabalho feito por Marcelo Guimarães, apesar de ter sido ele o presidente que o contratou como técnico do Bahia.

"Foi o cara que me convidou para ser treinador do Bahia, tenho gratidão a ele. Mas está distante de ser o presidente dos sonhos da gente. Se você me perguntar se eu poderia tomar uma cervejinha com ele para falar do Bahia, não chamaria mesmo. No Bahia, ele deixou muito a desejar. Teve uma chance enorme de fazer mudanças profundas no Bahia e fazer um trabalho diferente. Ele teve essa chance, só que ele foi com imposição, sem visão, decisões tomadas por imposição”.

Na eleição de 2022, Bobô (PCdoB) recebeu 61.469 votos (0,77%) e garantiu mais quatro anos como deputado estadual na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.