é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Ceni cita erros do Bahia contra o Santos e promete trabalho para evoluir

Notícia
Entrevista
Publicada em 18 de setembro de 2023 às 23:12 por Victor de Freitas

ceni12
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia tinha a vantagem no placar na parte final da partida, mas acabou por ceder dois gols em lances semelhantes, de bola parada, e perdeu por 2 a 1 para o Santos.

Após a derrota dentro de casa, com mais de 41 mil torcedores presentes, o técnico Rogério Ceni fez a sua avaliação sobre o desempenho tricolor em campo.

Um começo muito ruim da nossa parte. Onde éramos para ter o domínio, mas foi o Santos quem teve as melhores oportunidades nos primeiros minutos. Depois o jogo ficou parelho, tivemos nossas oportunidades. No segundo tempo, já no começo o Bahia melhor, controlando o jogo, conseguiu fazer o gol e jogando bem. E vieram duas bolas paradas que temos que estar mais concentrados para não sofrermos gols desse tipo”.

“Um jogo regular. Não foi um grande jogo que nós fizemos, apesar do esforço e dedicação dos atletas, mas temos que treinar mais, principalmente a bola parada defensiva. E o começo de jogo foi muito abaixo do que esperava. E depois o time conseguiu desenvolver bem e controlar o jogo. Mas, infelizmente, saímos derrotados hoje. Era uma grande oportunidade de somar ‘seis pontos’, sair de uma situação complicada. Mas a gente retorna a essa situação complicada e vai ter que trabalhar para enfrentar um adversário, que é o Flamengo na próxima rodada”.

Além da insatisfação por ter cedido gols em lances de bola parada, Rogério Ceni também lamenta os problemas da equipe na criação de jogadas, especialmente na troca de passes curtos.

“Nós erramos muitos passes hoje, não conseguimos ter uma aproximação como foi contra o Coritiba, de ter essa troca de passes com qualidade. E o gramado aqui está muito bom, não dá para reclamar. Mas não tivemos aproximação. E quando não se tem, os passes ficam muito longos e a chance de fazer um passe e ceder contra-ataques passa a ser maior”.

Encarando os erros, Rogério Ceni promete trabalho nas duas semanas que tem pela frente para buscar evolução tanto na compactação do time na fase ofensiva, mas principalmente no posicionamento da defesa.

“Temos que melhorar. Temos pela frente um adversário difícil, mas vamos ter tempo de nos prepararmos melhor, tentar evoluir nesse sentido. E principalmente nas bolas paradas, de uma maneira ou outra temos que evoluir, porque não podemos ceder dois gols para o adversário vencendo o jogo. E dois gols parecidos. Vamos trabalhar bastante e é a minha responsabilidade. Teremos oito ou nove treinamentos antes do Flamengo. Uma pena, eu repito, vencer fora de casa e não poder dar sequência para respirar aliviado”.

Como trabalhou a bola parada nos últimos dias?

“Trabalhamos bola em movimento da linha defensiva para ver cobertura. Trabalhamos mais a bola ofensiva do que defensiva, mas vamos ter que ter atenção. Principalmente na bola frontal. Com o pé direito, é claro que ele vai colocar uma bola cruzada. Faltou até comunicação para ajeitar isso. Não nos posicionamos bem nas bolas paradas, não cortamos, mas temos que tentar tirar coisas positivas para não afundar”.

Faltou maturidade para assegurar o triunfo

“Temos que ter serenidade e trabalhar. O próximo jogo é difícil e esse jogo aqui é muito difícil aceitar a derrota. Temos que aprender a valorizar o triunfo momentâneo para sustentar até o fim. Amadurecer para manter vantagem até o fim do jogo”.

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras