é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Ceni elogia empenho do time, mas diz que faltou capricho para vencer

Notícia
Entrevista
Publicada em 21 de abril de 2024 às 19:50 por Victor de Freitas

ceni71
Fonte: Tiago Caldas / EC Bahia

O Bahia ficou no 2 a 2 com o Vitória neste domingo (21), no Barradão, após ter saído em desvantagem de dois gols no placar.

Após a partida, o técnico Rogério Ceni avaliou o desempenho tricolor destacando que o melhor momento aconteceu após as substituições que mudaram o placar: Biel e Everaldo nos lugares de Everton Ribeiro e Ademir.

“Acho que foi nosso melhor momento do jogo. Quando fizemos o gol estávamos dominando o meio campo e com volume na área, com dois camisas 9. Poderia talvez caprichar um pouquinho e ter mais calma. Teve uma chance de Thaciano que poderia ter tocado para o Arias, outra de Biel na trave, tivemos muitos lances que poderiam sair gols. Sofremos defensivamente com a entrada do Mateus Gonçalves, a gente precisava jogar no mano a mano atrás, sem sobra. Mas com a saída de um volante deles tomamos conta do meio-campo”.

Ceni sai da partida satisfeito pelo ponto de vista do empenho da equipe em buscar o empate apesar das adversidades da partida.

“Acho que poderíamos sair vitoriosos, mas devo destacar a força mental e a força de vontade dos jogadores para reagir em um jogo que estava 2 a 0 contra nós. Acho que isso é bom para eles e se sintam bem com o que fizeram, mas era possível fazer um pouco mais”.

Ceni citou os pontos negativos da equipe no primeiro tempo e o que mudou no segundo para chegar ao empate.

“Acho que no primeiro tempo ficamos abaixo, pressionamos pouco. No segundo tempo a gente veio mais para o jogo e fomos mais ofensivos. Corremos mais riscos, mas criamos bem, talvez faltou mais capricho na finalização. Mas tem que se destacar a força de todos para sair de um 2 a 0 para empatar. Destacar também a força física no final, a partir da entrada dos jogadores nossos dominamos mais que o Vitória”.

Por fim, o treinador entende que faltou ‘friezar’ para definir o triunfo.

“Acho que faltou mais frieza para fazer o 3 a 2 hoje”.

Equilíbrio nos clássicos e nos confrontos com Léo Condé

“Acho que é Vitória e Bahia. Esse é o jogo. Quando ele (Léo Condé) colocou o Mateus Gonçalves ele abriu um pouco mais o meio, mas não é demérito dele. Nós sofremos gols que não foram de bola trabalhada. Nosso defeito é tomar gols com facilidade. Mas são momentos do jogo, eles diminuíram o volume, mas depois voltaram. Mantiveram dois volantes e dois jogadores abertos, que nos deram muito trabalho. Acho que a partir disso conseguimos dominar o jogo por dentro. São estratégias do jogo. O que mais nos ajudou foi dar mais peso na frente com o Everaldo e o Oscar, mais a entrada do Biel do lado. Os dois fizeram gols. Só lamento porque sinto que dava pra ter feito o 3 a 2”.

Quer receber notícias do Bahia no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo exclusivo para notícias

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras