é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Ceni valoriza ponto ganho e empenho do Bahia: ‘time que não desiste nunca’

Notícia
Entrevista
Publicada em 2 de junho de 2024 às 19:31 por Victor de Freitas
Treinador vê empate como importante em razão das circunstâncias do jogo
rogério ceni
Foto: Reprodução Youtube / ecbtv

O Bahia empatou em 1 a 1 com o Atlético-MG neste domingo (2) em uma partida na qual saiu em desvantagem no placar e precisou novamente dos reservas para buscar o resultado. Para o técnico Rogério Ceni, o resultado deve ser valorizado, junto com o empenho da equipe em campo.

Em entrevista coletiva pós-jogo, o treinador do Esquadrão ressaltou como característica do elenco tricolor a postura de não desistir dos jogos mesmo quando está em situação adversa.

“É uma característica do nosso time não desistir nunca. Mesmo contra um time de muita tradição e torcida, uma equipe técnica de bastante intensidade. Mas a gente conseguiu se manter no jogo. É uma virtude conseguir se manter no jogo mesmo nos momentos difíceis”.

Ceni admite que o Atlético Mineiro foi superior na maior parte do jogo disputado na Arena MRV, mas que o Bahia soube jogar a partida.

“É um jogo um pouquinho superior do Atlético, que teve mais bola, mas chegamos bem na frente. Tocamos a bola, tivemos boas oportunidades, bons contra-ataques, boas paradas boas. O jogo teve muitas finalizações, mas muitas de fora da área. E o time se defendeu relativamente bem”.

‘Um resultado importante’, afirma Rogério Ceni

Sem perder desde a primeira rodada da Série A, o Bahia se mantém entre os primeiros colocados da competição.

Além de somar mais um ponto fora de casa, Ceni destaca como importante o resultado por ter sido conquistado contra um adversário que luta pelo título nacional mais uma vez em 2024.

“É difícil saber que não vai ter o controle do jogo, que não vai ter a maior posse de bola e esse é um time construído para ter a bola. Quando tem a bola, consegue levar perigo ao adversário, mas sem a bola sofre um pouco mais. Temos alguns ajustes. Principalmente depois das trocas nós sofremos, principalmente porque o Atlético tinha hoje dois canhotos, Alisson e Scarpa. Tivemos dificuldades para ajustar nos primeiros minutos, depois melhoramos, conseguimos roubar mais bola. E quando conseguimos passar a primeira linha de pressão, o jogo fluiu de maneira mais tranquila para nós. É um resultado importante porque eu os vejo como um dos favoritos à conquista do título”.

Rogério Ceni - 13
Foto: Letícia Martins / EC Bahia

Mudanças que surtiram efeito mais uma vez

O gol do empate tricolor foi marcado por Ademir e teve a participação de Oscar Estupiñán na assistência. Os dois atacantes haviam entrado no segundo tempo. Ceni falou sobre as substituições.

“Quando fizemos as trocas, o time precisava de mais energia em campo. Muda um pouco a característica. Estupiñán é um jogador mais central, que ataca espaço, e um pouco mais de velocidade com Biel e Ademir. Eles não marcam tão bem como Everaldo e Thaciano recompõem, mas deram a energia necessária para que a gente voltasse para o jogo. Mais uma vez, como foi contra Botafogo e outros tantos jogos, por isso é tão importante ter peças que possam mudar o panorama e a energia do jogo”.

Com 14 pontos ganhos em sete jogos, o Bahia voltará a campo somente no dia 13 deste mês, contra o Fortaleza.

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras