é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 04 de abril de 2021 às 19h33

'Conseguimos voltar para o campeonato', diz Prates após triunfo

Técnico diz que time sentiu a parte física no fim da partida

Victor de Freitas

claudioprates4
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia derrotou o Atlético de Alagoinhas por 2 a 1, neste domingo (04), e ganhou sobrevida na busca pela classificação para o mata-mata do Campeonato Baiano. Ainda pressionado, o Tricolor está em quarto lugar e precisa torcer contra adversários que possuem jogos a mais para disputar no restante da primeira fase.

Em entrevista após o triunfo sofrido mesmo com um atleta a mais na reta final, o técnico Cláudio Prates afirmou ter visto desorganização e uma atuação que deixou a desejar. No entanto, diz que o importante era conquistar o resultado positivo desta vez.

“Falei com o pessoal que vários jogos a gente teve aproveitamentos técnicos e táticos melhores do que esse. Mas hoje o importante realmente era conseguir esse triunfo. Já tivemos atuações melhores individuais, técnicas e coletivas. Hoje a gente deixou um pouquinho a desejar nesse quesito, mas houve uma determinação muito grande dos atletas e fomos corados com esse triunfo”, disse o treinador da equipe de transição.

Cláudio Prates garante que ao vencer este jogo o Bahia volta de vez para o campeonato, após sequência negativa de resultados.

“A gente já sabia que era nossa decisão para entrar no campeonato. Conseguimos o resultado, importante. Conseguimos acima de tudo, voltar para o campeonato. Não era condizente com a situação do Bahia. Agora é acertar”.

Segundo Prates, a condição física do time pesou e fez com que mesmo com um jogador a mais em campo, sofresse nos últimos minutos.

“Um pouco (de desorganização). No primeiro tempo a gente perdeu o controle do jogo por dez, quinze minutos. Houve um desgaste muito grande. Principalmente nosso tripé de meio ficou muito solto. Isso dificultou um pouco. Acertamos no final, mas sem dúvida o desgaste no primeiro tempo nos deixou em situação física, mesmo com um homem a mais, mas soubemos suportar. Óbvio que gostaríamos de ter concretizado todas as chances que tivemos. Essa semana a gente trabalhou muito principalmente o emocional. É um grupo que sofre um pouquinho com alguns erros, algumas atitudes erradas. Hoje felizmente a gente conseguiu esse triunfo”.

Presença de Daniel Cruz em campo

"Ele já estaria no grupo há algum tempo. Vem se readaptando. É um jogador de força, velocidade, movimentação, que o clube aposta muito e vai nos ajudar nessa caminhada".

Ignácio e Gustavo Henrique tomaram conta da zaga

"Ignácio e Gustavo estão muito bem, têm feito jogos bem regulares, com imposição, nos ajudando muito na bola parada. Gostaria muito, até pelo processo de transição, de dar oportunidades. Wesley é um menino com idade de júnior que está treinando muito bem, o Everson que é da casa e todo mundo conhece e o Sérgio que é um menino que veio da Segunda Divisão e tem feito excelentes treinos. Volto a dizer que se a gente estivesse em uma situação melhor de classificação, todos teriam oportunidade, que é um dos objetivos do processo de transição, oportunizar todos".

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.