é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 02 de junho de 2021 às 10h37

Dado garante força máxima na volta: ‘em mata-mata não se brinca’

Com maratona de jogos até o fim do mês, treinador descarta qualquer chance de poupar atletas na segunda partida contra o Vila Nova

Victor de Freitas

dado33
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia dominou o Vila Nova na maior parte do tempo e venceu por 1 a 0, em jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, nesta última terça-feira (1º). Mesmo jogando fora de casa, o sentimento que ficou foi de que o resultado poderia ter sido maior.

Ao longo da partida disputada em Goiânia, Dado fez uma série de substituições na segunda etapa que visavam amenizar o desgaste físico do time titular e pôr em campo alguns atletas que vêm atuando menos. Portanto, com mais fôlego.

Para a partida de volta, o técnico Dado Cavalcanti descarta qualquer hipótese de fazer testes no time e promete força máxima e equipe focada no triunfo em casa.

“Fora de cogitação (poupar jogadores). Não existe vantagem significativa e, mesmo assim, em mata-mata não se brinca. Nossa equipe tem internamente muito foco. Teremos um jogo difícil que vamos fazer e vamos para campo com o melhor que temos”.

Substituições na partida

“Duas primeiras trocas se deram muito mais por perda de rendimento físico. Patrick já estava amarelado, vencíamos por 1 a 0 e o Vila Nova começou a ter volume e disputas no campo de jogo quase sempre direcionadas ao miolo. Tive receio que Patrick, numa dividida ou chegasse atrasado, e tomasse o segundo amarelo. Troquei por Jonas. Daniel perdeu muito rendimento em campo acabou trazendo essa troca física”.

“A entrada de Gilberto por Thonny Anderson foi uma substituição simples. Tendo Gilberto entrando no segundo tempo, ganhando mais força explosiva, arranque, no ataque à última linha. A troca dos extremas, Ruiz e Alesson, tiveram como interesse ganhar na velocidade de contra-ataque, puxamos o contra-ataque com o Ruiz e Alesson. Tivemos chance de pênalti não marcado com Alesson, porque precisávamos ganhar saída e agressividade na chegada à frente”.

Próximos 5 jogos do Bahia:

  • 05/06 (sábado), 21h - Red Bull Bragantino x Bahia (Brasileirão)
  • 09/06 (quarta), 19h - Bahia x Vila Nova (Copa do Brasil)
  • 13/06 (domingo), 18h15 - Bahia x Internacional (Brasileirão)
  • 17/06 (quinta), 19h - Ceará x Bahia (Brasileirão)
  • 20/06 (domingo), 16h - Bahia x Corinthians (Brasileirão)
leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.