é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 01 de maio de 2021 às 19h10

Dado vê jogo igual e confia em conquista do título no Castelão

Técnico vê Bahia com condições de reverter desvantagem

Victor de Freitas


Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia voltou a perder para o Ceará e ficou em desvantagem na final da Copa do Nordeste. Após o revés por 1 a 0, em pleno Pituaçu, o técnico Dado Cavalcanti respondeu a perguntas da imprensa, avaliou o desempenho de seus atletas e garantiu confiança para reverter o placar.

O ecbahia.com perguntou ao treinador o motivo de ter optado por sacar Daniel da partida. Dado afirmou concordar que a saída do meia reduziu a criatividade da equipe, mas disse ter feito a opção devido à “fragilidade física” do camisa 8.

“Acredito sim que a saída do Daniel trouxe (perda de criatividade). Daniel é um jogador de equilíbrio ofensivo, de dinâmicas curtas, do passe curto, porém é um jogador que também tem fragilidade física. O campo, na ocasião da expulsão, tinha muitas poças, estava muito pesado, e na nossa leitura o Daniel dificilmente terminaria o jogo. E fiz a opção de sacá-lo. Realmente ele é um dos criadores da nossa equipe, um dos mais importante. A permanência do Thaciano se deu por achar que nós tínhamos o Patrick na construção e ele seria o jogador que chegaria mais no campo do adversário. Confirmo e concordo com a pergunta”, falou o treinador.

Jogo feio e sem espaço para os times, diz Dado

Ao responder sobre as poucas chances ofensivas criadas pelo Esquadrão ao longo do jogo, Dado Cavalcanti afirmou ter visto um jogo “feio”, sem criatividade por parte das duas equipes.

“O jogo foi isso. Matheus Teixeira não fez nenhuma defesa. Acho tivemos cinco chances criadas por nós e duas deles, com Vinícius e Jael. Foram jogadas de bola parada. O jogo foi assim. O jogo foi feio, brigado e disputado. Sobrou pouquíssimos espaços para as equipes”.

O técnico também afirma que tentou lançar o Bahia ao ataque na segunda etapa, mas o desgaste físico dos jogadores teria dificultado as ações ofensivas.

“Nós até tentamos, mas é que nós ficamos 25 minutos correndo atrás do Ceará com um a menos. Passamos o primeiro tempo inteiro correndo atrás. Houve um sacrifício dos jogadores, principalmente dos homens de frente. Os caras começaram a correr mais para trás do que para frente. Quando voltamos para o segundo tempo, já em igualdade, tentamos correr para frente, pressionar o adversário, mas eles foram perdendo rendimento físico e enfraquecendo dentro de campo. As trocas aconteceram nesse sentido. A perda técnica foi significativa junto com a perda física”.

Técnico confia em triunfo na casa do adversário para ficar com o troféu

Para Dado, o jogo foi decidido ‘no detalhe’ e que, em momentos da partida, o Tricolor foi superior em relação ao adversário cearense. Sobre o jogo de volta, ele garante confiar na virada.

“Nos últimos cinco meses, é o primeiro jogo que enfrentamos o Ceará. Hoje, não podemos incluir no histórico anterior. O jogo foi igual, disputado, decidido em um detalhe, até certo ponto, penalizando nossa equipe”.

“A decisão está em aberto. Temos totais condições. O jogo está aberto, a decisão está aberta”.

“Fizemos um bom início de jogo, levar o Ceará para trás, dentro do nosso perfil de jogo, e os detalhes do jogo, a história como ele se deu, foi cruel para a gente. Então, é ter um pouco mais de tranquilidade porque temos como reverter o placar”.

Substituições realizadas

“A primeira troca foi um sacrifício e todas as outras também foram similares a uma condição física. Nossos jogadores, pelo jogo difícil e pelo momento de com um a menos, foram se deteriorando fisicamente. Rossi, Rodriguinho, Gilberto, Thaciano... Tentei manter o nível de intensidade, acaba que a questão técnica é diferente, muda um pouco, mas essa foi a tônica das trocas de hoje”.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.